Na conversa, o antigo guarda-redes acha que se tivesse aparecido agora «teria atingido outro nível», o que não deixa de ser curioso para alguém com tão grande palmarés. «Dei alguns frangos, mas quanto maior a responsabilidade, melhor eu estava. Isso preenche-me, sei que nos momentos-chave nunca falhei», afirmou.

Na entrevista, Baía, hoje comentador da TVI e TVI24, diz-se também «usado» por Mourinho. «Senti-me usado pelo estatuto que tinha, mas os motivos que levaram à minha suspensão não tinham sustentabilidade. Acho que foi algo pensado com um objetivo, estrategicamente não lhe correu mal, mas tenho pena de ter sido eu o escolhido», disse ao jornal.