Como na época passada, Hulk voltou a não conseguir marcar pontos na Liga dos Campeões.
Sempre que tem sido a sério, na Europa, o avançado não aparece.
Quer dizer, não se pode dizer que a exibição de Hulk frente ao Chelsea tenha sido trágica. Nada disso. Foi apenas normal.
E normal é a palavra que menos cola com o «12».
Nome que motiva comentários diversos, um pouco por todo o lado, Hulk deve saber que é na Liga dos Campeões que os melhores devem expressar tudo o que vale.
Em Stamford Bridge, no meio, à esquerda ou na direita, Hulk não foi capaz. Fica para a próxima?