«Poderia ter sido mais complicado. Uma coisa boa é que não vamos jogar nas regiões do norte, onde as temporaturas e o nível de humidade são muito altos e as distâncias muito longas. Ficamos mais ou menos na mesma área, não será longe do nosso centro de treinos. São boas notícias», considera, em declarações à TMC.

Sobre o torneio em si, destacou a importância de ganhar o primeiro jogo. «Jogamos contra as Honduras e não contra a Suíça, os cabeças de série, o que é a situação ideal. É uma ordem favorável mas só se ganharmos o primeiro jogo», lembrou.