Bobby Robson morreu esta sexta-feira. O antigo jogador e treinador tinha 76 anos e faleceu após uma longa batalha contra o cancro. Robson treinou em Portugal o Sporting e o F.C. Porto, onde foi duas vezes campeão.
«Perdeu a sua longa e corajosa batalha contra o cancro e morreu, em paz, na manhã de hoje, na sua casa do condado de Durham, com a mulher e a família ao seu lado», comunicou esta manhã a família de Robson.
Artigos relacionados:
Mourinho: «Bobby Robson é daquelas pessoas que não morrem»
Quando Bobby Robson festejava com Mourinho
Bettencourt recorda Robson: «Foi daquelas precipitações à Sporting»
Recorde Robson sobre Mourinho e um Ronaldo fenomenal
Recorde Bobby Robson sobre a mão de Maradona
Vítor Baía: «Bobby Robson nunca será esquecido»
Nascido a 18 de Fevereiro de 1933, Bobby Robson distinguiu-se como jogador no Fulham e no West Bromwich, como extremo ou segundo avançado, tendo vestido por 20 vezes a camisola da selecção inglesa.
A carreira de treinador começou em 1968 e ganhou notoriedade quando chegou a seleccionador da Inglaterra, em 1982. Era ele que estava no banco no Mundial 86, quando Maradona fez a dupla maldade à Inglaterra: o golo com a mão e depois o golo de génio. Foi ele que levou a selecção às meias-finais do Mundial 90.
Nesse ano mudou-se para o PSV Eindhoven, onde esteve duas épocas. Seguiu-se o Sporting. Chegou em 1992, com um jovem tradutor ao seu lado, de nome José Mourinho. Saiu em Dezembro de 1994, despedido por Sousa Cintra após a eliminação europeia frente ao Casino Salzburgo e substituído por Carlos Queiroz.
O F.C. Porto não perdeu tempo e contratou-o. Rumou a Norte, também com José Mourinho. Nas Antas conquistou o título de campeão nacional em 1995 e 1996, numa segunda época em que se viu já afectado pela doença que combateu durante tantos anos.
O adeus a Portugal aconteceu no final dessa época. Robson foi chamado pelo Barcelona para substituir Johan Cruiijf e viajou, sempre com Mourinho ao seu lado. Ficou uma época no banco no Camp Nou, com a equipa onde brilhou um Ronaldo fenomenal, onde estavam Figo, Baía e Fernando Couto, e que venceu a Taça das Taças.
Na temporada seguinte foi substituído por Van Gaal, ocupando ainda um cargo na estrutura do clube catalão. Em 1998, voltou para o PSV, para apenas mais uma época, na sua última experiência fora das Ilhas Britânicas. Seguiu-se o Newcastle, a que esteve ligado até 2004. Nos últimos anos a doença debilitou-o e afastou-o dos relvados, mas não do futebol.
Foi conselheiro da Irlanda e manteve-se sempre atento, com a jovialidade e o humor que sempre o caracterizaram. Também ao futebol português, com o qual nunca perdeu a ligação.
Ainda no domingo, Bobby Robson esteve em Saint James Park, o estádio do Newcastle, a assistir a um Inglaterra-Alemanha com fins de caridade, uma reedição da meia-final do Mundial de Itália.