À partida de Buenos Aires, para regressar a Lisboa, o jogador benfiquista assumiu o erro e confessa que Maradona lhe deu uma palavra de apoio. «Diego [Maradona] disse-me para estar tranquilo, que sou um miúdo, que isto pode acontecer a qualquer um. É com os erros que se aprende. Não posso explicar a expulsão, é a primeira vez que me acontece. Espero que não se repita», declarou Dí Maria à imprensa do seu país.

O argentino falou do jogo e admitiu que a equipa, algo cansada, se ressentiu imenso dos 3600 metros de altitude. «Quisemos jogar nas alturas da mesma forma que fizemos com a Venezuela. As coisas não saíram como esperávamos, estava muito calor e a altura influencia muitíssimo. Além disso, tínhamos jogadores cansados e o esforço despendido com a Venezuela notou-se», constatou o jovem internacional.

«Para mim é impossível jogar nas alturas»

Lionel Messi também deixou algumas palavras à imprensa argentina antes de regressar a Barcelona. O (novo) número dez das pampas assumiu que correu tudo mal em La Paz. «É impossível jogar em La Paz. Faz-se um pique e não se consegue recuperar. Os bolivianos ali ganham em tudo. Não quero contradizer Diego [Maradona] nem colocar isto como desculpa, mas depois de jogar naquelas condições tenho que o dizer. É muito difícil suportar a altura. À Bolívia saiu tudo bem e nós não conseguimos fazer nada para os travar», explicou a principal figura da Argentina. Messi disse ainda que os internacionais «estão doridos com o que se passou, ninguém imaginava algo assim, mas resta olhar em frente e conseguir a qualificação para o Mundial.»