Diarra ingressou no Chelsea em 2005, onde deveria ser o natural substituto de Makelele, mas acabou por jogar poucas vezes nos «blues». No Verão de 2007 transferiu-se para os «gunners», mas seis meses depois foi vendido ao Portsmouth: «Wenger nunca me disse uma palavra até ao dia em que me fui embora. Falava com os outros mas comigo não. Sinto que nunca joguei no Arsenal. Se as pessoas não me lembrarem isso, esqueço-me que lá joguei. Foi apagado da minha memória.»