Os treinadores de Académica, Domingos Paciência, e F.C. Porto, Jesualdo Ferreira, em declarações à «Sport TV», após o encontro da jornada 25, que terminou numa vitória dos dragões por 3-0:

Domingos Paciência

A Académica não conseguiu ter saída depois de ganhar a bola, mas isso é mérito do F.C. Porto, que não deixou a minha equipa estender-se. Não fizemos um grande jogo e não foi o suficiente para ganhar. Temos consciência de que, mesmo não tendo ocasiões, estivemos bem a defender. E há um penalty, a finalizar a primeira parte, que não foi marcado e o jogo seria diferente. A segunda parte resume-se a um tempo curto, em dois três minutos, ficou tudo resolvido com os golos do F.C. Porto.

«Já tive oportunidade de dizer que a Académica tem consciência do que vale. Valemos mais do que isto, mas esta exibição não vem beliscar o nosso campeonato. Vamos lutar pelos pontos e tentar estar mais acima na classificação. Foram lances de bola parada, livres laterais, que complicaram, contra uma equipa que tem jogadores altos.»

Jesualdo Ferreira

«Foi acima de tudo um jogo muito importante para nós, terminada a Champions. Foi uma prova de força do F.C. Porto, com quatro mil adeptos aqui, depois de termos sido eliminados. A equipa reagiu bem, com uma primeira parte muito difícil, com a Académica a cortar espaços. Na segunda, a equipa percebeu a importância que havia em jogar mais junta e mais aberta. Isso aconteceu, fizemos um golo. Depois do penalty, fizemos a gestão normal. O F.C. Porto fez um grande jogo e queria dar os parabéns aos jogadores que souberam ultrapassar o desânimo. Faltam cinco jogos e vamos fazer tudo para alcançar o objectivo. A luta pelo título vai ser assim até final, porque o Sporting está forte e confiante, o Benfica está mais atrasado, mas ainda procura a Liga dos Campeões.»