Maisfutebol

Coreia do Sul: o guia

1
Coreia do Norte-Coreia do Sul (EPA/KFA)

O PLANO

Os guerreiros de Taeguk são o primeiro país fora da Europa e América do Sul a competir em 10 Mundiais consecutivos. Atualmente só há 4 países que atingiram esse feito, além da Coreia do Sul: Brasil, Alemanha, Argentina e Espanha. Paulo Bento joga maioritariamente num 4-1-4-1 e teve bons resultados na qualificação com esta formação bateu o Irão por 2-0 em casa, em março, e foi o destaque da qualificação para o Qatar. Precisa, contudo, de um plano B, já que esta equipa não é candidata, mas sim um ‘outsider’ na fase final. Na qualificação conseguia controlar a maior parte dos jogos como planeava, mas será mais difícil fazê-lo contra seleção como o Uruguai e Portugal. É esperar para ver o que acontece frente a seleções mais fortes sem plano B.

Já sofreu derrotas frente a seleção como o Brasil, México ou até Japão. Com Son Heung-min em dúvida depois de uma colisão com Mbemba frente ao Marselha, este mês, as táticas atuais precisam de ser ajustadas porque a base da estratégia atacante de Paulo bento passa por Son. Até estava a ajustar as táticas de forma à equipa depender mais dele, na medida em que nos aproximamos do Mundial. Nada está confirmado, mas é necessário um plano sem ‘Sonny’, só para qualquer eventualidade. Jin-su, amigo próximo, diz que “Sonny nunca vai desistir”.

A propósito, muitos dos melhores jogadores não chegam ao torneio em boa forma – especialmente Hwang Hee-chan do Wolverhampton, Hwang ui-jo do Olympiakos e Kwon Chang-hoon do Gimcheon Sangmoo não mostram a sua qualidade há algum tempo. É por isso que jogadores mais jovens e inexperientes podem ser muito mais importantes no Qatar.

2
Kim Min-jae (AP Photo/Hassan Ammar)

JOGADOR CHAVE

Kim Min-jae. Com a participação de Son em risco tem de ser Kim. Na sua primeira época em Itália já está a ser elogiado como sucessor de Koulibaly que abandonou o Nápoles pelo Chelsea no verão. Fisicamente forte e rápido, Min-jae é definitivamente o coração da defesa da Coreia do Sul. Famoso por bloquear um cruzamento no último minuto frente ao AC Milan. Foi mostrado na televisão que Paolo Maldini ficou muito surpreendido com a sua habilidade. Nos seus primeiros tempos na Turquia, o colega Mesut Özil disse que «Min-jae joga como Sergio Ramos.»

3
Paulo Bento: também trocou o Vitória pelo Benfica em 1994, depois de três épocas no Minho. No Benfica jogou dois anos, e depois saiu para o Oviedo, para depois regressar a Portugal para jogar no Sporting. Aos 52 anos está a orientar a seleção da Coreia do Sul.

O SELECIONADOR: PAULO BENTO

Já bateu um recorde na seleção. É o primeiro selecionador a completar o ciclo de 4 anos entre dois Mundiais. Por enfrentar Portugal, diz: “É indiferente e não há problema. Vou encarar o jogo como um profissional. Os adeptos não estão contentes com ele por excluir Lee Kang-in, playmaker do Maiorca em boa forma. Tem uma carreira brilhante para a sua idade com a Bola de Ouro do Mundial sub-20 em 2017 e números pelos seus clubes da La Liga, mas Paulo Bento não lhe deu qualquer minuto desde março de 2021. É considerado um treinador teimoso. Prefere seguir a filosofia do que jogadores em boa forma.

4
Jung Woo-Young (AP)

HERÓI DISCRETO: JUNG WOO-YOUNG

Depois da retirada de Ki Sung-yeung, antigo médio do Swansea e Newcastle, Woo-Young foi sempre comparado a este último pela imprensa e adeptos. Sob Paulo Bento seguem-se sempre críticos e avaliações, mas tem jogado maioritariamente bem e não existem alternativas. Neste Mundial está pronto a afirmar-se frente a jogadores como Valverde, Partey, Rúben Neves e Bruno Fernandes.

5
Genéricas Maisfutebol

ONZE PROVÁVEL

Coreia do SuL 4-1-4-1 | Seung-kyu - Tae-hwan, Min-jae, Young-gwon, Jin-su - Woo-young - Jae-sung, In-beom, Woo-yeong, Heung-min (Hwang Hee-chan se Son não recuperar) - Gyu-sung.

6
Estádio Lusail

POSIÇÃO SOBRE O QATAR

Ninguém falou nada sobre o assunto.

7
Coreia do Norte-Coreia do Sul (EPA/KFA)

HINO NACIONAL

Chamamos-lhe de «Aeguka», que significa a música de adoração à nação. Inicialmente era cantado ao tom da música escocesa, «Auld Lang Syne». Ninguém sabe quem escreveu as letras. Enquanto estudava no estrangeiro, o compositor coreano Ahn Ear-tai sentiu que esta melodia estrangeira não era apropriada para ser o hino nacional da Coreia do Sul. Em 1935 compôs a Symphonic Fantasy Korea, a versão final da que se tornou a melodia para o hino. Sempre que se canta o hino, o qual por quase um século tem sido parte do destino das pessoas nas boas e más alturas, as pessoas são lembradas do amor que os seus antepassados tinham pelo país. Tem 4 versos, mas quase sempre apenas o 1º é cantado.

8
Suécia-Coreia do Sul

LENDA DE CULTO: LEE CHUN-SOO

Jogador mais jovem do plantel que jogou todos os jogos da Coreia do Sul no Mundial 2002. Famoso por acidentalmente pontapear a cabeça de Maldini durante o jogo frente à Itália nos ‘oitavos’. Esteve envolvido em múltiplos incidentes dentro e fora do campo, mas sempre considerado um dos melhores futebolistas da sua altura. Jogou pela Real Sociedad, Numancia e Feyenoord no estrangeiro. Depois de se retirar tornou-se Youtuber, bem como diretor técnico do Incheon United da K-League 1. Um dos melhores batedores de livres da história do futebol coreano e é possível encontrar no Youtube o vídeo em que Chun-soo acerta com a bola num cesto de basquetebol a 35 metros.

O perfil da seleção da Coreia do Sul foi escrito por Seo Hyung-wook

Escreve para o Footballist e MBC-TV

Maisfutebol
Boavista: a mesma luta 7 ago 2023, 11:00
Croácia: os jogadores 18 nov 2022, 16:13
Sérvia: os jogadores 17 nov 2022, 16:34
Bélgica: os jogadores 17 nov 2022, 15:08
Suíça: os jogadores 16 nov 2022, 13:36
Camarões: os jogadores 15 nov 2022, 15:46
EUA: os jogadores 15 nov 2022, 00:38
Irão: os jogadores 14 nov 2022, 23:24
Uruguai: o guia 11 nov 2022, 18:42
Gana: o guia 11 nov 2022, 15:09
Brasil: o guia 10 nov 2022, 21:39
Qatar: o guia 7 nov 2022, 10:43
Portugal: os jogadores 2 nov 2022, 00:32
Portugal: o guia 1 nov 2022, 23:42
Alemanha: o guia 25 jun 2022, 00:45
Bélgica: o guia 25 jun 2022, 00:00
Dinamarca: o guia 24 jun 2022, 23:55
Irlanda do Norte: o guia 24 jun 2022, 16:02
Áustria: o guia 24 jun 2022, 14:13
França: o guia 24 jun 2022, 00:00
Países Baixos: o guia 23 jun 2022, 23:24
Portugal: o guia 23 jun 2022, 20:41
Inglaterra: o guia 23 jun 2022, 11:38
Suécia: o guia 23 jun 2022, 00:00
Suíça: o guia 23 jun 2022, 00:00
Itália: as jogadoras 22 jun 2022, 20:04
Suíça: as jogadoras 21 jun 2022, 23:28
Bélgica: as jogadoras 21 jun 2022, 23:17
Noruega: as jogadoras 20 jun 2022, 23:35
França: as jogadoras 20 jun 2022, 14:32
Dinamarca: as jogadoras 19 jun 2022, 22:20
Suécia: as jogadoras 17 jun 2022, 00:10
Islândia: as jogadoras 16 jun 2022, 23:17
Finlândia: as jogadoras 16 jun 2022, 15:14
Inglaterra: as jogadoras 16 jun 2022, 01:24
Portugal: as jogadoras 31 mai 2022, 18:34
Polónia: a análise 11 jun 2021, 23:48
França: a análise 11 jun 2021, 13:53
Eslováquia: a análise 11 jun 2021, 00:00
Espanha: a análise 11 jun 2021, 00:00
Escócia: a análise 10 jun 2021, 22:40
Croácia: a análise 10 jun 2021, 22:39
Inglaterra: a análise 10 jun 2021, 22:39
Portugal: a análise 10 jun 2021, 22:01
Suécia: a análise 10 jun 2021, 21:14
Ucrânia: a análise 10 jun 2021, 01:20
Áustria: a análise 10 jun 2021, 01:19
Rússia: a análise 9 jun 2021, 00:11
Finlândia: a análise 9 jun 2021, 00:10
Suíça: a análise 8 jun 2021, 00:11
Turquia: a análise 8 jun 2021, 00:11
Finlândia 7 jun 2021, 00:24
Escócia 7 jun 2021, 00:23
Suíça 7 jun 2021, 00:23
Suécia 7 jun 2021, 00:23
Dinamarca 7 jun 2021, 00:23
Espanha 7 jun 2021, 00:22
Ucrânia 7 jun 2021, 00:22
Itália 7 jun 2021, 00:22
Países Baixos 7 jun 2021, 00:22
Bélgica 7 jun 2021, 00:21
Turquia 7 jun 2021, 00:21
País de Gales 7 jun 2021, 00:20
Macedónia do Norte 7 jun 2021, 00:20
Rep. Checa 7 jun 2021, 00:20
Polónia 7 jun 2021, 00:20
Croácia 7 jun 2021, 00:19
Áustria 7 jun 2021, 00:19
Hungria 7 jun 2021, 00:19
Rússia 7 jun 2021, 00:19
Alemanha 7 jun 2021, 00:18
Eslováquia 7 jun 2021, 00:18
Inglaterra 7 jun 2021, 00:18
França 7 jun 2021, 00:17
Portugal 20 mai 2021, 23:45
100 anos do Sp. Braga 18 jan 2021, 23:51