Maisfutebol

Croácia

1
Livakovic (Reuters)

Dominik Livaković

Clube: Dinamo Zagreb

Data de Nascimento: 09.01.1995

Teve sempre um plano alternativo se não conseguisse fazer carreira no futebol. Proveniente de uma família de doutores e engenheiros - a mãe é professora de inglês, por exemplo -, Dominik matriculou-se na universidade para estudar Diplomacia e Relações Internacionais. «Para já deixei isso em stand-by, mas é algo que gostaria de fazer mais tarde», explicou.

A carreira no futebol tem corrido muito bem, na verdade, e é o titular dos “Vatreni” desde 2019.

2
Sime Vrsaljko

Sime Vrsaljko

Clube: Atletico Madrid

Data de Nascimento: 10.01.1992

Muitos croatas olham para ele como o protagonista da imagem mais icónica da caminhada até à final do Mundial2018: após a vitória sobre a Inglaterra, nas meias-finais, Vrsalko foi captado com um grande sorriso na cara, deitado na relva do Estádio Luzhniki com os braços e a cabeça em cima da bandeira do país.

«Estava exausto e precisei de deitar-me um bocado», disse o lateral, um dos heróis desse jogo.

Os adeptos croatas esperam agora que esteja em boas condições físicas para o Euro2020, tendo em conta a longa luta com lesões, nos últimos tempos.

3
Borna Barisic (AP)

Borna Barisic

Clube: Rangers

Data de Nascimento: 10.11.1992

O pai, Stipe “Moljac” (“A traça”) Barisic, tem estado associado a várias investigações e julgamentos relativos ao submundo do crime no Leste da Croácia. Isso não tem sido muito benéfico para o estatuto de Borna no país, mas o lateral esquerdo tem mostrado o seu valor desde que foi para a Escócia, e foi a primeira escolha do selecionador para essa posição, durante a fase de apuramento.

4
Ivan Perisic (AP)

Ivan Perisic

Clube: Inter

Data de Nascimento: 02.02.1989

Saiu do Hajduk Split para o Sochaux, de França, quando tinha apenas 17 anos, de forma a salvar o aviário da família, que estava com problemas financeiros. Um momento marcado, que deu origem a uma tatuagem na perna direita: uma galinha a jogar à bola.

Campeão no Borussia Dortmund, Bayern de Munique e Inter, também venceu a Liga dos Campeões com o emblema bávaro.

Também mostra talento para o voleibol de praia, e até já participou num torneio profissional, mas tirando isso vive uma vida pacata e evita a exposição pública fora dos relvados.

5
Duje Caleta-Car

Duje Caleta-Car

Clube: Marselha

Data de Nascimento: 17.09.1996

Foi formado na academia do Red Bull Salzburgo, mas ainda antes disso, com apenas 16 anos, jogou pela equipa principal do clube de infância, o Sibenik.

Era o elemento mais jovem da equipa de 2018. Agora é um titular habitual no Marselha, estatuto que deve ter também no Europeu, tendo em conta o potencial que lhe é atribuído há muito.

No passado mês de janeiro foi associado ao Liverpool.

6
10) Dejan Lovren, 31 anos: Liverpool »»» Zenit, €12M

Dejan Lovren

Clube: Zenit

Data de Nascimento: 05.07.1989

Tem uma faceta muito opinativa, propensa a incidentes, mas cedo se percebeu que Dejan, um refugiado de guerra da Bósnia, tinha a mentalidade definida para grandes feitos.

«Nunca vi ninguém tão determinado. Ele ficava a trabalhar individualmente, depois do treino. Nunca queria parar, mesmo que ficasse escuro. O pai, Sasa, estacionava o carro ao lado do campo e ligava as luzes para que ele pudesse continuar», contou Sanjic Lucijanic, treinador de Lovren aos 12 anos, no NK Karlovac.

Já tem experiência de torneios anteriores, e em 2014 até foi fotografado nu junto à piscina, algo que o deixou muito desagradado.

7
Josip Brekalo (AP)

Josip Brekalo

Clube: Wolfsburgo

Data de Nascimento: 23.06.1998

O pai foi um talentoso jogador na Bósnia Herzegovina, mas viu a carreira interrompida aos 21 anos, após ter ficado ferido na guerra. Mudou-se então para Zagreb, onde nasceu Josip, que começou a jogar no Dinamo.

Extremo astuto, gerou polémica na Alemanha ao dizer que não queria entrar em campo com uma braçadeira de capitão dedicada à causa LGBT, alegando que tinha sido criado com valores católicos e que isso seria uma contradição à sua crença cristã.

8
Liga das Nações: Croácia-Suécia (Darko Bandic/AP)

Mateo Kovacic

Clube: Chelsea

Data de Nascimento: 06.05.1994

Católico devoto, conheceu a mulher na igreja, quando ele era acólito e ela cantava no coro. Jogou em clubes de topo da Croácia, Itália, Espanha e Inglaterra, mas entre os adeptos croatas talvez seja mais conhecido pelo episódio bizarro no cortejo da seleção em Zagreb, após o segundo lugar no Mundial 2018: Kovacic agarrou no microfone, no palco, como se tivesse algo muito importante para dizer, mas limitou-se a soltar a seguinte frase: «Estamos bêbados que nem gatinhos.»

9
Andrej Kramaric (AP)

Andrej Kramaric

Clube: Hoffenheim

Data de Nascimento: 19.06.1991

O rapaz de Zagreb com uma fome insaciável de golos e que, durante 16 anos, apanhou o mesmo elétrico para o treino. Ganhou nome longe do Dinamo, no entanto, e evoluiu como um segundo avançado que explora muito bem o espaço entre linhas.

Apesar das suas qualidades tem sentido dificuldades para encaixar no estilo da equipa, mas olha para isso de uma forma filosófica: «Cada fraqueza tem um lado positivo. Pode faltar-me alguma agressividade, e por isso vezes ser um jogador demasiado frio, mas é por isso que marcar golos é tão fácil para mim.»

Fazia parte da equipa que conquistou o inédito título da Premier League para o Leicester, em 2015/16, embora tenha feito apenas dois jogos, na medida em que foi emprestado ao Hoffenheim a meio da época.

10
Liga das Nações: as fotos da reviravolta da Inglaterra frente à Croácia

Luka Modric

Clube: Real Madrid

Data de Nascimento: 09.09.1985

Capitão, ícone, recordista de internacionalizações da Croácia, jogador mais importante da equipa (a larga distância dos outros) e jogador mais bem-sucedido da história do país. Ainda assim, Modric não é uma figura consensualmente idolatrada na Croácia. Isto deve-se ao papel que teve no julgamento de Zdravko Mamic, o maior caso de corrupção da história do futebol croata, ao mudar o depoimento inicial, dizendo depois que não se lembrava de elementos fundamentais para a acusação. As acusações de perjúrio acabaram por cair, mais tarde, mas os prejuízos para o estatuto de Modric ainda se fazem sentir, mesmo depois do surpreendente sucesso no Mundial.

Pode muito bem ser o último grande torneio pela Croácia.

11
Argentina-Croácia

Marcelo Brozovic

Clube: Inter

Data de Nascimento: 16.11.1992

Deixou a escola aos 16 anos porque o pai, talhante, disse-lhe que «futebol e escola não combinavam». Podia ter ficado no negócio da família, mas em vez de cortar carne de porco anda a desfazer defesas na Serie A com os passes cortantes.

É tão obcecado por jogos de bar, como setas, bilhar e matraquilhos, que ao procurar uma casa na terra natal, Velika Gorica, decidiu comprar uma com um bar no piso térreo.

12
Lovre Kalinic (AP)

Lovre Kalinic

Clube: Hajduk Split

Data de Nascimento: 03.04.1990

Chegou ao Mundial2018 como estrela da Liga belga e sucessor de Danijel Subasic na Croácia, mas o estatuto baixou nos últimos anos, tendo em conta algumas lesões e o escasso tempo de jogo no Aston Villa, clube pelo qual assinou em 2019.

Foi por isso que decidiu regressar ao Hajduk Split por empréstimo, mesmo abdicando de uma parte significativa do salário, para continuar nos planos do selecionador Zlatko Dalic.

13
Nikola Vlasic (AP)

Nikola Vlasic

Clube: CSKA Moscovo

Data de Nascimento: 04.10.1997

Josko Vlasic, antigo atleta de decatlo e conceituado preparador físico, já tinha criado e treinado uma atleta de nível mundial: a filha, Blanka Vasic, campeã de salto em altura. Depois disso, Josko decidiu começar a treinar o filho, Nikola, quando este tinha apenas quatro anos. «Jogávamos em todo o lado. Na sala, no elevador…», recordou o pai.

O trabalho deu frutos: apesar da má experiência no Everton, Nikola foi o herói da fase de apuramento, é um dos melhores jogadores da Liga russa e parece à beira da grande afirmação.

Conheça melhor Nikola Vlasic, o protagonista da Croácia.

14
Turquia-Croácia (Erdem Sahin/EPA)

Ante Budimir

Clube: Osasuna

Data de Nascimento: 22.07.1991

Outro refugiado de Guerra da Bósnia. Nunca passou por um dos principais emblemas da Croácia, e só chegou à seleção o ano passado, já com 29 anos. Estudante universitário, restam-lhe apenas alguns exames na Faculdade de Economia e Gestão de Zagreb.

O espírito de luta e a capacidade no jogo aéreo alimentam as comparações com Mario Mandzukic.

15
Portugal-Croácia (Manuel Fernando Araújo/LUSA)

Mario Pasalic

Clube: Atalanta

Data de Nascimento: 09.02.1995

Aos 17 anos o sonho de uma carreira ao mais alto nível pareciam desfeitos por uma infeção bacteriana grave. Passou seis meses no hospital. «Por vezes pensava que não voltaria a jogar», recordou.

Um ano depois marcou os dois golos da vitória do clube de infância, o Hajduk Split, no clássico com o Dinamo, e no verão seguinte estava a assinar pelo Chelsea.

Esteve seis anos ligado ao emblema londrino, mas não fez um único jogo pela equipa principal, já que andou emprestado a vários clubes. Mostrou qualidade em Espanha, França, Itália e Rússia, até que assinou em definitivo pela Atalanta, o ano passado.

16
Mile Skoric (twitter HNS)

Mile Skoric

Clube: Osijek

Data de Nascimento: 19.06.1991

Capitão da segunda melhor equipa da Liga croata, costuma ser um médio ofensivo que idolatrava Zinedine Zidane. Nessa posição não conseguiu passar da segunda divisão, e mesmo no regresso ao Osijek ainda fez quase todas as posições, tirando guarda-redes e ponta de lança, antes de fixar-se como central, em 2016. Um ano depois estava na seleção.

17
Portugal-Croácia (Manuel Fernando Araújo/LUSA)

Ante Rebic

Clube: Milan

Data de Nascimento: 21.09.1993

Avançado explosivo, foi o autor daquele golo incrível frente à Argentina, no Mundial 2018, ao aproveitar uma asneira de Willy Caballero para marcar um fantástico “vólei” de pé direito.

Nada impressiona Rebic: nem os holofotes da fama, nem as tradições culinárias, nem mesmo Zlatan Ibrahimovic, parceiro de ataque no Milan. É feliz quando tem a oportunidade de voltar às suas raízes. Ao assinar pela Fiorentina, quando tinha 20 anos, sentiu falta da comida de casa acima de tudo, desvalorizando a comida da Toscânia.

Posteriormente saíram notícias de que teria tomado a iniciativa de pagar todos os créditos bancários dos residentes da pequena localidade de onde é natural: Vinjani Donji.

18
Mislav Orsic (instagram)

Mislav Orsic

Clube: Dinamo Zagreb

Data de Nascimento: 29.12.1992

Podem dizer que “explodiu” tarde, mas o extremo humilde e afável, que afastou o Tottenham da Liga Europa com um incrível hat trick, está finalmente onde sempre quis estar: é uma estrela no clube pelo qual sempre torceu, e ainda um membro da seleção nacional, na qual pode revelar-se uma espécie de “arma secreta”.

E se teve de passar pela Serie B italiana, Eslovénia, Coreia do Sul e China para chegar aqui, então isso só faz com que valorize ainda mais o que tem agora.

19
Milan Badelj

Milan Badelj

Clube: Génova

Data de Nascimento: 25.02.1989

Poucos futebolistas fogem tanto ao padrão do que este médio, sempre educado e modesto, que sofre de asma. «Agora está melhor, não é um problema grave», diz.

Badelj vem de uma família de floristas, e a sua esposa é pianista clássica. Nenhum dos dois é ativo nas redes sociais.

O filho do casal, Jona Davide, nasceu apenas cinco dias depois da final do Mundial2018. O segundo nome foi escolhido em memória de Davide Astori, antigo colega de Badelj na Fiorentina, que tinha falecido poucos meses antes.

20
Bruno Petkovic (AP)

Bruno Petkovic

Clube: Dinamo Zagreb

Data de Nascimento: 16.09.1994

Em 2018 somava quase dois anos sem marcar. Apesar de ser um avançado, grande e forte, utilizado regularmente na Serie A e na Serie B de Itália, esteve 620 dias sem marcar, nos quais jogou 2.300 minutos.

Foi contratado pelo Dinamo, ainda assim, e destacou-se a ponto de chegar à seleção.

Quando está a 100 por cento fisicamente, no seu melhor, é um jogador incrível: apesar da envergadura típica de um 9 clássico, tem uma técnica maravilhosa e visão de jogo.

21
Rússia-Croácia (Reuters)

Domagoj Vida

Clube: Besiktas

Data de Nascimento: 29.04.1989

«Uma rapariga, uma bola e alguma cerveja». Foi esta a resposta de Domadoj quando lhe perguntaram o que levava para uma ilha deserta.

É filho de Rudika, um jogador de culto a nível local, que ficou conhecido por marcar a maior parte dos golos com a sua afamada testa.

Domagoj é o folião do grupo e também vicecapitão. Pode não ser um jogador de classe mundial, mas entra sempre em campo como se fosse o último jogo.

Em Donji Miholjac, onde cresceu, tem uma quinta onde cria porcos pretos. «Tenho vários restaurantes que me compram carne e sabem que é fresca», afirmou.

22
Josip Juranovic (AP)

Josip Juranovic

Clube: Legia Varsóvia

Data de Nascimento: 16.08.1995

Ao contrário da maior parte dos colegas, com um passado nas seleções jovens da Croácia, Josip era um jogador anónimo da terceira divisão quando despertou a atenção do Hajduk num torneio nacional para amadores, levando o clube de Split a contratá-lo para a equipa B, quando tinha 19 anos.

Apenas dois anos depois fez a estreia pela seleção, e entretanto passou de médio ofensivo para lateral direito.

23
Simon Sluga (AP)

Simon Sluga

Clube: Luton Town

Data de Nascimento: 17.03.1993

Mal tinha feito 18 anos quando a Juventus, clube pelo qual torcia desde criança, o decidiu incluir no estágio de pré-época, no Dubai, onde teve a oportunidade de treinar ao lado do ídolo, Gigi Buffon.

Não conseguiu conquistar o seu espaço em Turim e voltou à Croácia, para depois ir parar ao Championship em 2019, como transferência mais cara da história do Luton Town.

24
Domagoj Bradaric (instagram)

Domagoj Bradaric

Clube: Lille

Data de Nascimento: 10.12.1999

Formado no Hajduk Split, o jovem lateral esquerdo idolatra Jordi Alba. Conquistou vários admiradores com um estilo ofensivo e atrativo. Gosta de driblar os adversários e de rematar de longe. Por vezes até parece demasiado brincalhão, mas na verdade é um jogador muito talentoso, desejoso de mostrar essa qualidade. É representado pela sua mãe.

25
Josko Gvardiol (hns-cff.hr)

Josko Gvardiol

Clube: Dinamo Zagreb

Data de Nascimento: 23.01.2002

Zlatko Dalic sempre mostrou alguma relutância em apostar na juventude, mas nem ele podia ignorar o talento de Gvardiol, curiosamente apelidado “Pep”, simplesmente pela semelhança entre o seu apelido e o do treinador do Manchester City.

Já contratado pelo Leipzig, Josko pode jogar como central ou lateral esquerdo, e tem mostrado não só um enorme potencial, como também uma maturidade invulgar para a sua idade.

26
Luka Ivanusec (AP)

Luka Ivanusec

Clube: Dinamo Zagreb

Data de Nascimento: 26.11.1998

Pacato e habilidoso, o jogador de 22 anos gosta de jogar no centro do terreno ou a partir de uma ala. Tem sido um dos maiores “dribladores” da Liga croata nos últimos tempos, ao mesmo que vai melhorando outros aspetos do seu jogo.

Parece destinado a grandes feitos, e pode ser uma das figuras da Croácia nos próximos, mas também ao terminar os estudos em gestão desportiva antes de partir para o estrangeiro.

Textos de Aleksandar Holiga, que escreve para o Telesport.

Siga-o no twitter.

Maisfutebol
Finlândia 7 jun, 00:24
Escócia 7 jun, 00:23
Suíça 7 jun, 00:23
Suécia 7 jun, 00:23
Dinamarca 7 jun, 00:23
Espanha 7 jun, 00:22
Ucrânia 7 jun, 00:22
Itália 7 jun, 00:22
Países Baixos 7 jun, 00:22
Turquia 7 jun, 00:21
Bélgica 7 jun, 00:21
País de Gales 7 jun, 00:20
Rep. Checa 7 jun, 00:20
Polónia 7 jun, 00:20
Áustria 7 jun, 00:19
Croácia 7 jun, 00:19
Hungria 7 jun, 00:19
Rússia 7 jun, 00:19
Alemanha 7 jun, 00:18
Eslováquia 7 jun, 00:18
Inglaterra 7 jun, 00:18
França 7 jun, 00:17
Portugal 20 mai, 23:45