Maisfutebol

Desp. Chaves: devolver a Liga a Trás os Montes

1
Chaves apresenta a camisola principal para o regresso à I Liga

O Desportivo de Chaves voltou, três anos depois. Foi a última equipa a garantir a promoção, terminou a temporada passada em festa e agora quer manter Trás os Montes no mapa da Liga, consolidando a presença no topo do futebol nacional. Houve muitas mudanças na pré-temporada, mas o clube conservou o treinador Vítor Campelos e alguns dos jogadores determinantes na campanha da subida.

Na época passada, a terceira na II Liga depois da descida em 2019, o Desp. Chaves começou mal, com apenas três vitórias nas primeiras 12 jornadas, mas recuperou e arrancou para uma segunda volta bem mais sólida. Com o terceiro lugar garantido, eliminou o Moreirense no play-off e garantiu o bilhete de regresso.

Na preparação da época na Liga, o clube viu sair duas mãos cheias de jogadores, a maioria em final de contrato. Entre eles o veterano capitão Luís Rocha, mas também Wellington, o melhor marcador da época passada, ou o avançado Platiny. E protagonizou uma transferência mediática, do central Alexsandro, a grande revelação da temporada passada, para o Lille de Paulo Fonseca.

De caminho, assegurou a continuidade de alguns jogadores importantes, com óbvio destaque para João Teixeira, o médio criativo formado no Benfica, que tem sido uma das referências de qualidade em Trás os Montes, é o único jogador do plantel que se mantém desde a última presença do Desp. Chaves na Liga e terminou a época no onze ideal da Liga 2.

Na abordagem ao mercado, Vítor Campelos assumiu como objetivo garantir jogadores com experiência de Liga e em simultâneo pescar nas divisões secundárias, para perseguir também um dos objetivos estratégicos do Desp. Chaves, a valorização de jogadores, de que Alexsandro é o mais recente exemplo.

No centro da defesa, o Desp. Chaves compensou rapidamente as baixas dos dois titulares cumprindo o critério de experiência no primeiro escalão, com o veterano Steven Vitória, que deixou o Moreirense, e Nélson Monte, jogador com um sólido percurso que terminou a época no Almeria, depois de uma saída traumática da Ucrânia quando rebentou a guerra. Ainda garantiu Sandro Cruz, lateral que chega por empréstimo do Benfica, onde se estreou na equipa principal na última temporada, bem como o guarda-redes Ziga Frelih, cedido pelo Gil Vicente.

O médio Hélder Morim (ex-Leixões), o lateral Habib Sylla (ex-Leiria) e o guarda-redes Rodrigo Moura (ex-Trofense) foram apostas no mercado nacional. Além disso, o Desp. Chaves voltou a atravessar a fronteira. Na frente, para colmatar as baixas de peso de Wellington e Platiny, os transmontanos reativaram a tradicional e também geograficamente estratégica ligação espanhola. Chegaram Héctor Hernández, avançado da formação do At. Madrid, e o jovem Jonny Arriba, proveniente do Villarreal B.

Vítor Campelos tem ainda a hipótese de recorrer ao clube-satélite do Desportivo, o Pedras Salgadas – o central João Queirós é uma das apostas que já vem da época passada ao abrigo dessa ligação - tendo já incluído vários jogadores na preparação da época.

A pré-época deixou boas indicações quanto à estabilidade da equipa, aproveitando processos da época passada e consolidando rapidamente novas opções, nomeadamente na defesa. O regresso está marcado para domingo, 7 de agosto, no Municipal de Chaves, frente ao europeu V. Guimarães.

2
A festa da subida do Chacves

Classificação da época passada: 3º na II Liga; vencedor do play-off de promoção

Melhor classificação: 5º (em 1986/87 e 1989/90)

Presenças na I Divisão: 16

Objetivo: Garantir a permanência

3
Desp. Chaves-Moreirense

Treinador: Vítor Campelos

Chegou em fevereiro de 2021 a Chaves, para substituir Carlos Pinto. Sob o seu comando, a equipa fez uma boa reta final, mas terminou em sexto lugar na II Liga, fora dos lugares de subida. O clube manteve a aposta no treinador, que continuou no banco para 2021/22 e manteve o lugar mesmo depois de um mau arranque. A confiança e a persistência compensaram.

Vítor Campelos não tem muita experiência de Liga, mas a forma como conseguiu gerir a pressão na época passada e acabar a festejar a primeira subida da sua carreira são credenciais a seu favor. Renovou no final da época e parte para a terceira temporada ao leme, neste regresso do Desp. Chaves.

O treinador de 47 nos começou como preparador físico, antes de trabalhar em vários clubes como adjunto de Toni e começar depois o percurso a solo, que passou pelo Trofense, por três temporadas no V. Guimarães B, com uma passagem esporádica pela equipa principal, e depois pelo Moreirense, em 2019/20, de onde saiu ao fim de meia época. Quando chegou a Chaves, tinha deixado há seis meses os sauditas do Al Taawon.

4
Banco de suplentes

Clique aqui para ver o plantel completo

Entradas: Hélder Morim (Leixões), Habib Sylla (União de Leiria), Rodrigo Moura (Trofense), Steven Vitória (Moreirense), Eduardo Borges (Pedras Salgadas), Nélson Monte (Almería), Héctor Hernández (Rayo Majadahonda), Euller (AEL Limassol), Sandro Cruz (Benfica), Jonny Arriba (Villarreal), Valentino Rodrigues (Lens), Ziga Frelih (Gil Vicente, empréstimo), Emmanuel Pavlis (Egaleo)

Saídas: Luís Rocha (Moreirense), Nuno Coelho, Nuno Campos (Torreense), Ricardo Moura (Leixões), Adriano Castanheira (fim de empréstimo), Wellington (Al-Arabi), Platiny, Joel, Paulinho, Alexsandro (Lille), Samu (Mafra, empréstimo)

5
Héctor Hernández

Atenção a: Héctor Hernández

Natural das Canárias, Héctor Hernández tinha 17 anos quando o Atlético Madrid o descobriu no Las Palmas. Logo nessa temporada de 2013/14, o avançado jogou pelos sub-19 dos «colchoneros» - marcou aliás dois golos na vitória sobre o FC Porto (3-2) para a fase de grupos da Youth League –, alinhou pela equipa B e foi lançado por Diego Simeone na equipa principal, num jogo da Taça do Rei frente ao Sant Andreu em que saiu do banco para marcar.

Só fez mais um jogo pelo Atlético, na época seguinte. A partir daí, rodou por vários clubes: Elche, Albacete (onde marcou 20 golos na temporada 2016/17), Málaga, Rayo Majadahonda, Fuenlabrada, Cultural Leonesa. Já desvinculado do Atlético Madrid, voltou ao Rayo na temporada passada, quando marcou 16 golos em 31 jogos na Primera Division RFEF, o novo terceiro escalão do futebol espanhol.

Aos 26 anos, chega a Chaves para a primeira experiência fora do seu país. E tem muitos exemplos por onde se inspirar, num clube com uma rica história de apostas em jogadores espanhóis – nomes como Carlos Álvarez, Dani Diaz, Miner, Matute ou Jesús Seba ficaram na memória dos anos 90. Essa ligação tinha sido interrompida, mas o Desp. Chaves reativou-a agora. Hernández foi o primeiro jogador espanhol a chegar ao clube em oito anos. Agora já tem a companhia de outro avançado, Jonny Arriba.

6
Genéricas Maisfutebol

Equipa-tipo

Paulo Vítor

João Correia, Steven Vitória, Nélson Monte, Bruno Langa

João Mendes, Kevin Pina, João Teixeira

Batxi, Hernández, Juninho

Calendário do Desp. Chaves

Maisfutebol
Alemanha: o guia 25 jun, 00:45
Bélgica: o guia 25 jun, 00:00
Áustria: o guia 24 jun, 14:13
França: o guia 24 jun, 00:00
Portugal: o guia 23 jun, 20:41
Suécia: o guia 23 jun, 00:00
Suíça: o guia 23 jun, 00:00
Polónia: a análise 11 jun 2021, 23:48
França: a análise 11 jun 2021, 13:53
Espanha: a análise 11 jun 2021, 00:00
Eslováquia: a análise 11 jun 2021, 00:00
Escócia: a análise 10 jun 2021, 22:40
Croácia: a análise 10 jun 2021, 22:39
Inglaterra: a análise 10 jun 2021, 22:39
Portugal: a análise 10 jun 2021, 22:01
Suécia: a análise 10 jun 2021, 21:14
Ucrânia: a análise 10 jun 2021, 01:20
Áustria: a análise 10 jun 2021, 01:19
Rússia: a análise 9 jun 2021, 00:11
Finlândia: a análise 9 jun 2021, 00:10
Suíça: a análise 8 jun 2021, 00:11
Turquia: a análise 8 jun 2021, 00:11
Finlândia 7 jun 2021, 00:24
Suíça 7 jun 2021, 00:23
Suécia 7 jun 2021, 00:23
Escócia 7 jun 2021, 00:23
Dinamarca 7 jun 2021, 00:23
Espanha 7 jun 2021, 00:22
Ucrânia 7 jun 2021, 00:22
Itália 7 jun 2021, 00:22
Países Baixos 7 jun 2021, 00:22
Turquia 7 jun 2021, 00:21
Bélgica 7 jun 2021, 00:21
País de Gales 7 jun 2021, 00:20
Macedónia do Norte 7 jun 2021, 00:20
Rep. Checa 7 jun 2021, 00:20
Polónia 7 jun 2021, 00:20
Áustria 7 jun 2021, 00:19
Croácia 7 jun 2021, 00:19
Hungria 7 jun 2021, 00:19
Rússia 7 jun 2021, 00:19
Alemanha 7 jun 2021, 00:18
Eslováquia 7 jun 2021, 00:18
Inglaterra 7 jun 2021, 00:18
França 7 jun 2021, 00:17
Portugal 20 mai 2021, 23:45
100 anos do Sp. Braga 18 jan 2021, 23:51