Maisfutebol

Dez heróis que decidiram o FC Porto-Sporting

1
João Morais

1. João Morais, Sporting (1961/1962)

FC PORTO-SPORTING, 0-2, 1 de outubro de 1961

O campeonato ainda se espreguiça quando os leões visitam as Antas. Américo é um monstro na baliza do FC Porto, mas o treinador Juca leva a lição estudada e vence por 2-0. Um clássico importante para as contas finais do campeonato, que acaba na vitrine leonina.

Lúcio abre o marcador de livre direto em cima do intervalo, mas o homem do jogo é João Morais, autor do segundo dos leões e de uma grande exibição. O lateral, autor do eterno «Cantinho do Morais», acaba mesmo por repetir a proeza no ano seguinte, ao bisar no 3-1 em novembro de 1962.

João Morais joga de 1958 a 1969 no Sporting, está no Mundial de 1966, ganha dois campeonatos nacionais e uma Taça das Taças. Despede-se em 1973 com a camisola do Paços de Ferreira e falece a 27 de abril de 2010, aos 75 anos.

Um heróis nos clássicos FC Porto-Sporting.

VÍDEO: a vitória do Sporting nas Antas em 1961

2
Héctor Yazalde

2. Héctor Yazalde, Sporting (1972/1973)

FC PORTO-SPORTING, 0-1, 10 de setembro de 1972

O campeonato de 72/73 acaba mal para dragões e leões. Amparam-se num tristonho quarto lugar, 37 pontos para cada lado, atrás de Benfica mais Vitória de Setúbal e Belenenses. Mas as coisas até começam bem para o Sporting do britânico Ronnie Allen.

Na abertura da prova, vitória por 1-0 nas Antas, golo do incontrolável Héctor Yazalde. Pontapé dentro da área, descaído para a esquerda, rasteiro e muito colocado. Nada a fazer para Rui Teixeira, guarda-redes do FC Porto.

Yazalde, o Chirola, joga de 1971 a 1975 no Sporting e deixa um rasto pesadíssimo: 131 jogos/126 golos, com um campeonato e duas taças ganhas de leão ao peito.

Aos 51 anos, demasiado cedo, Héctor Yazalde não resiste a uma hemorragia interna provocada por uma cirrose hepática.

Um heróis nos clássicos FC Porto-Sporting.

VÍDEO: o golo de Yazalde em 1972 (imagens RTP)

3
António Oliveira (Foto: FC Porto)

3. António Oliveira, FC Porto (1976/1977)

FC PORTO-SPORTING, 4-1, 27 de março de 1977

O título anda há 18 anos longe das Antas, mas com o génio de José Maria Pedroto no banco e o de António no relvado (e Fernando Gomes, e Octávio, e Seninho) volta a ser autorizado sonhar no FC Porto.

Na jornada 22, os azuis e brancos vencem por 4-1 o Sporting treinado por Jimmy Hagan, e há um nome acima dos demais: Oliveira, claro, o primeiro a conseguir um hat trick no lado dos dragões.

O médio/ofensivo está inspirado e coloca, em definitivo, os portistas na rota do título. É premiado pelo patrocinador do jogo com latas de tinta no valor de 100 contos (500 euros). Material que distribui entre os camaradas.

Curiosamente, anos mais tarde, entre 1981 e 1985, Oliveira transporta todo o talento que tem para o Estádio de Alvalade e para a camisola do Sporting.

Oliveira tem 68 anos e uma ligação forte com o FC Porto. Representa o clube com jogador de 1969 a 1979 e mais tarde como treinador, entre 1996 e 1998.

É um herói nos clássicos FC Porto-Sporting.

4
Domingos Paciência (Foto: Ricardo Jorge Castro)

4. Domingos Paciência, FC Porto (1995/1996)

FC PORTO-SPORTING, 2-1, 20 de agosto de 1995

No verão das Antas já cheira a título. O desengonçado Ouattara ainda ameaça ser desmancha-prazeres, mas no relvado há um génio chamado Domingos. Meses mais tarde, o avançado seria coroado rei dos marcadores, autor de 33 por cento dos golos do FC Porto de Bobby Robson.

A festa começa no clássico contra o Sporting. O empate chega num remate afortunado e o 2-1 é um lance extraordinário. Um, dois, três toques e remate colocadíssimo à baliza de Paulo Costinha. Um momento que explode nas bancadas, já rendidas ao internacional português, um menino da formação.

Domingos Paciência faz toda a carreira no FC Porto, até 2001, com exceção dos dois anos passados no Tenerife, de 1997 a 1999. Foi sete vezes campeão nacional, teve 34 internacionalizações e esteve no Euro96.

Um herói dos clássicos FC Porto-Sporting.

VÍDEO: o show de Domingos em 1995 (imagens RTP)

5
Fernando Mendes

5. Pedro Barbosa, Sporting (1996/1997)

FC PORTO-SPORTING, 1-2, 15 de março de 1997

Pedro Barbosa salta mais alto do que Aloísio e cabeceia para o fundo da baliza defendida por Hilário. Não é fantasia, é mesmo assim. O médio e histórico capitão leonino, um tratado de bem jogar com a bola nos pés, improvisa e marca um raro golo nas alturas. Decisivo para o sorriso de Octávio Machado, treinador do Sporting.

Barroso ainda aproveita um frango à belga de De Wilde, mas o clássico cai mesmo para o lado dos visitantes, muito por responsabilidade do extraordinário jogo de Pedro Barbosa. No final do campeonato, tudo invertido: o FC Porto chega ao tri, com um confortável avanço de 13 pontos sobre o Sporting.

Pedro Barbosa joga no Sporting de 1995 a 2005, com 342 jogos e 53 golos. É duas vezes campeão nacional, soma 22 internacionalizações e está no Euro96.

É um herói dos clássicos FC Porto-Sporting.

VÍDEO: a noite em que Pedro Barbosa foi rei nas Antas

6
Jardel

6. Mário Jardel, FC Porto (1999/2000)

FC PORTO-SPORTING, 3-0, 30 de outubro de 1999

Super Mário, pelo ar, pelo chão, de pé direito, esquerdo ou de barriga. O homem marca golos de todos os géneros e feitios, são 168 no FC Porto e mais 67 pelo Sporting. Ah, dragão! Ah, leão!

Não é fácil escolher só uma noite de glória em Portugal, mas esta entra em qualquer cardápio. Chuva na Invicta, o FC Porto a perseguir o hexa e a derrotar o Sporting nas Antas por 3-0. Mário Jardel é o responsável por dois golos e meio. Expliquemos.

O primeiro golo é marcado por Chainho, mas o perigo nasce num cabeceamento de Jardel defendido por Nelson. A recarga acaba no 1-0. O 2-0 é um desvio típico na área, a cruzamento de Drulovic, e o 3-0 é o aproveitamento letal de um erro do keeper leonino. Super, pois claro.

Apesar da derrota pesada nas Antas, o Sporting acaba anos depois a celebrar o título, cinco pontos à frente do dragão de Fernando Santos.

Mário Jardel joga no FC Porto de 1996 a 2000 e no Sporting de 2001 a 2003. É quatro vezes campeão nacional em Portugal. Tem 47 anos.


VÍDEO: os dois golos e meio de Jardel em 1999 (imagens RTP)

7
Sporting-V. Setúbal (Foto: Mário Cruz/EPA)

7. Rodrigo Tello, Sporting (2006/2007)

FC PORTO-SPORTING, 0-1, 17 de março de 2007

Minuto 71, livre direto para o Sporting. O pé esquerdo de Rodrigo Tello bate bem na bola e Helton não tem hipóteses. Voa, voa e vê o golo num plano aproximado, a poucos centímetros do evento. Os leões voltam a ganhar na casa dos dragões para a Liga, dez anos depois.

Não chega para roubar o campeonato aos homens de Jesualdo, mas exibe um leão já de juba muito decente, fruto do bom aproveitamento da formação feito por Paulo Bento. Tello decide e marca um dos sete golos de leão ao peito, em sete épocas em Alvalade.

O chileno tem agora 41 anos e já não joga há cinco. Após o Sporting ainda passa por três clubes turcos, antes de acabar no Audax Italiano, já no Chile.

Rodrigo Tello é um dos heróis no clássico FC Porto-Sporting.


VÍDEO: Tello decide o clássico de livre

8
Hulk: golo mais rápido no Dragão (45 segundos vs CKSA Moscovo)

8. Hulk, FC Porto (2011/2012)

FC PORTO-SPORTING, 2-0, 5 de maio de 2012

Hulk, o todo poderoso. Em dia de celebração do bicampeonato, o FC Porto não pode fazer uma desfeita a 50 mil almas. Hulk não o permite. O Sporting vê Onyewu e Polga expulsos, Hulk vê uma linha reta para a baliza de Rui Patrício.

Marca primeiro de penálti e depois numa cavalgada «à Hulk». Um avançado com força sobrenatural, autor de 78 golos em 170 jogos no FC Porto. Fundamental, em abosluto, para o primeiro campeonato ganho pelo treinador Vítor Pereira.

Aos 34 anos, Hulk está de volta ao Brasil e vai jogar pelo Atlético Mineiro. É um dos heróis dos clássicos FC Porto-Sporting.

VÍDEO: o bis de Hulk em 2012

9
Varzim-FC Porto (Lusa)

9. Cristian Tello, FC Porto (2014/2015)

FC PORTO-SPORTING, 3-0, 1 de março de 2015

O clássico desenhado para Tello. Três golos marcados em movimentos semelhantes: lançamento nas costas da defesa, a velocidade de Cristian Tello desequilibra e a finalização é sempre exemplar. O primeiro hat trick num FC Porto-Sporting depois do conseguido por António Oliveira, quase 40 anos antes.

Tello chega às Antas pela mão de Lopetegui e transporta consigo três anos muito razoáveis no Barcelona. No FC Porto, é verdade, raras vezes impressiona. Essa noite contra o Sporting é a marca mais convincente numa relação que dura um ano e meio.

Cristian Tello tem 29 anos e está no Betis. É um dos heróis nos clássicos FC Porto-Sporting.

VÍDEO: a noite de glória de Cristian Tello

10
Sporting-Wolfsburgo (Lusa)

10. Islam Slimani, Sporting (2015/2016)

FC PORTO-SPORTING, 1-3 30 de abril de 2016

2016 é um ano agridoce para o Sporting. Os leões lutam até ao limite do suportável pelo título, conseguem vencer no Dragão - uma raridade - e acabam só no segundo lugar, atrás do Benfica. No clássico em casa do FC Porto, Islam Slimani sai da lâmpada de Jesus e decide a tarde com dois golos, num claro 3-1 para os lisboetas.

É a jornada 32, decisiva, e o Sporting passa com nota máxima. José Peseiro tenta qualquer coisa com o FC Porto, após a saída de Lopetegui, mas os erros na defesa são grosseiros. Slimani aproveita e ao intervalo já tem dois golos na conta pessoal.

Slimani tem 32 anos e está no Lyon. É um dos heróis nos clássicos FC Porto-Sporting.

VÍDEO: a tarde de Slimani no Dragão

Maisfutebol
Alemanha: o guia 25 jun, 00:45
Bélgica: o guia 25 jun, 00:00
Áustria: o guia 24 jun, 14:13
França: o guia 24 jun, 00:00
Portugal: o guia 23 jun, 20:41
Suécia: o guia 23 jun, 00:00
Suíça: o guia 23 jun, 00:00
Polónia: a análise 11 jun 2021, 23:48
França: a análise 11 jun 2021, 13:53
Eslováquia: a análise 11 jun 2021, 00:00
Espanha: a análise 11 jun 2021, 00:00
Escócia: a análise 10 jun 2021, 22:40
Croácia: a análise 10 jun 2021, 22:39
Inglaterra: a análise 10 jun 2021, 22:39
Portugal: a análise 10 jun 2021, 22:01
Suécia: a análise 10 jun 2021, 21:14
Ucrânia: a análise 10 jun 2021, 01:20
Áustria: a análise 10 jun 2021, 01:19
Rússia: a análise 9 jun 2021, 00:11
Finlândia: a análise 9 jun 2021, 00:10
Suíça: a análise 8 jun 2021, 00:11
Turquia: a análise 8 jun 2021, 00:11
Finlândia 7 jun 2021, 00:24
Suíça 7 jun 2021, 00:23
Suécia 7 jun 2021, 00:23
Escócia 7 jun 2021, 00:23
Dinamarca 7 jun 2021, 00:23
Espanha 7 jun 2021, 00:22
Ucrânia 7 jun 2021, 00:22
Itália 7 jun 2021, 00:22
Países Baixos 7 jun 2021, 00:22
Turquia 7 jun 2021, 00:21
Bélgica 7 jun 2021, 00:21
País de Gales 7 jun 2021, 00:20
Macedónia do Norte 7 jun 2021, 00:20
Rep. Checa 7 jun 2021, 00:20
Polónia 7 jun 2021, 00:20
Áustria 7 jun 2021, 00:19
Croácia 7 jun 2021, 00:19
Hungria 7 jun 2021, 00:19
Rússia 7 jun 2021, 00:19
Alemanha 7 jun 2021, 00:18
Eslováquia 7 jun 2021, 00:18
Inglaterra 7 jun 2021, 00:18
França 7 jun 2021, 00:17
Portugal 20 mai 2021, 23:45
100 anos do Sp. Braga 18 jan 2021, 23:51