Etoo exigiu que o guarda-redes Carlos Kameni e o avançado Achille Webo jogassem contra a Líbia, mas Finke negou. Inicialmente Etoo sugeriu que não estava em condições físicas para jogar, devido a uma lesão na virilha, mas acabou por participar na vitória contra a Líbia durante 60 minutos.

De acordo com o LÉquipe, Etoo disse aos seus companheiros que iria terminar a sua carreira de 16 anos como internacional camaronês. «Quero agradecer a todos pelo apoio, mas eu lamento ter de anunciar minha renúncia à seleção para resolver questões pessoais» terá dito o avançado do Chelsea.

Volker Finke afirma que «Samuel Etoo é um grande jogador» e recusa-se a comentar a renúncia do camaronês, garantindo que «ele é o único que pode explicar o porquê de ter tomado essa decisão».

Recorde-se que em Setembro de 2012, Eto'o ameaçou retirar-se da equipa dos Camarões, mas acabou por alterar a sua decisão.

O camaronês vestiu a camisola dos «leões indomáveis» por 114 vezes e marcou 56 golos. Etoo representou o seu país nos Campeonatos do Mundo de 1998, 2002 e 2010.