Do Sporting para a II divisão B de Espanha, o percurso de Vítor Silva foi, no mínimo, estranho. Na época 2012/13 era o patrão do meio campo do Paços de Ferreira, no ano em que os castores conseguiram o 3.º lugar na I Liga e disputaram o play-off da Liga dos Campeões com o Zenit.
 
Tinha feito duas grandes épocas com a camisola pacense, as primeiras na I Liga portuguesa, que lhe valeram a transferência para o Sporting. Um ano depois deixou os leões, com quem ainda tinha contrato, e rumou à II divisão B de Espanha, para jogar no Reus, onde está agora pela segunda temporada.
 
Em entrevista ao Maisfutebol, o médio de 31 anos fala dos momentos bons, dos momentos maus, das decisões difíceis, e de um futuro que gostaria que passasse por Portugal.




Como está a ser a experiência?


Já conhecia a cidade?


E o clube?


Como foi sair do Sporting para a II divisão B espanhola?


Tinha outras propostas?


Como foi a experiência no Sporting? Jogou só cerca de 400 minutos, mas ainda marcou dois golos...






O que é que correu mal?


Saiu triste?


Como foi a relação com o treinador?


Fez amizades no Sporting? Mantém contatos com alguém?


Entrar em campo pela primeira vez com a camisola do Sporting foi o momento mais especial da carreira?


Arrepende-se de ter saído do P. Ferreira?


Sobre a época 2012/13 no P. Ferreira...




Qual foi o segredo?




Tem continuado a acompanhar o clube?


Como foi jogar o play-off da Liga dos Campeões na Rússia, em casa do Zenit?


Tem 31 anos, está na II divisão B espanhola, teme que em Portugal se esqueçam de si?


Os planos para o futuro passam por Portugal?