Durante o jogo com a Islândia, onde foram remetidos ao banco, ambos foram amplamente fotografados a fazer aquilo a que os ingleses chamam «V-sign»: gesto com dois dedos da mão esticados, tido como um insulto.

Esta manhã, o Rangers retirou a braçadeira a Barry Ferguson, que também era o capitão da Escócia, e mandou-o para casa, junto com o guarda-redes McGregor. Ambos serão ouvidos ainda hoje pelo clube, que explicará depois a situação.