Os incidentes aconteceram aos 50 minutos de jogo, quando o Bétis vencia por 1-0 e o juiz expulsou um jogador do Cerro. «Um só golpe mal dado seria suficiente para me terem morto. Deram-me 200 golpes e um só seria suficiente e poderia ter saído do campo num carro fúnebre, em vez de ambulância», afirmou o árbitro, em declarações à Telecinco.

Sem encontrar motivos para o que se passou, o juiz diz que o seu grande erro «foi dar o apito inicial para o jogo» e garante que não abandonará o futebol por causa do incidente, mas reclama medidas eficazes para estes casos, que têm acontecido com frequência alarmante: «Os castigos são para rir, as multas aos jogadores também e três dias mais tarde estão outra vez em campo a agredir outro companheiro.»