A estranha lesão de Dady foi detectada há pouco tempo, através de uma ressonância magnética, em que «se descobriu uma mancha dentro do osso do fémur», como explicou o chefe do departamento médico do Osasuna. Dada a raridade da situação, os clínicos do clube «realizaram uma serie de provas radiológicas ao jogador» e entraram em contacto «com o serviço especializado de temas ósseos» da clínica da cidade.

De acordo com as informações recolhidas pela imprensa espanhola, a operação decorreu de forma satisfatória e Dady encontra-se bem, embora de perna engessada e afastado do futebol «nos próximos tempos.»