(2-3)

A quatro minutos do intervalo, quando Lionel Messi fez o terceiro golo da conta pessoal e coletiva, o Barcelona deixou a ideia de que a vitória estava garantida. Puro engano. Mas já lá vamos. A receita dos dois primeiros golos foi a mesma: Busquets para Fabregas e este a tocar para a finalização de Messi. Ao minuto 41 foi diferente: Neymar entrou pela esquerda e meteu rasteiro para a finalização do argentino.

O Valencia nem esperou pelo descanso para preparar a reação. Ainda antes marcou dois golos, ambos por Postiga. O primeiro em grande estilo, com um pontapé acrobático após cruzamento de João Pereira. Depois a desviar de cabeça, ao primeiro poste, um canto de Banega.

Na segunda parte o jogo continuou intenso, mas sem golos. Diego Alves esteve em grande plano na baliza do Valencia e os adeptos da equipa «che» deitaram as mãos à cabeça quando Jonas atirou ao ferro.

Com este resultado o Barcelona mantém o registo cem por cento vitorioso, tal como At. Madrid, Villarreal e Real Madrid. O Valencia tem apenas três pontos.

Veja a classificação.