Os rumores de crise instalada no Barcelona foram precipitados. E exagerados. Depois de dois empates seguidos, e com o seu quê de surpreendente, os catalães sopraram os maus augúrios para longe e pelo meio aplicaram uma lição de futebol total ao Osasuna: 8-0.

O Camp Nou voltou a refulgir, Pep Guardiola a sorrir, Leo Messi a encantar. O argentino, só à sua conta, marcou três golos e ofereceu dois. Tudo normal, tudo genialmente natural. Aos cinco minutos inaugurou o marcador após passe de Dani Alves, em cima do intervalo combinou com Cesc Fabregas para o quinto golo e aos 78 minutos entrou pela área do pobre Osasuna adentro e fez o que queria. 8-0.

Foi o melhor em campo? Provavelmente sim. Cesc Fabregas também fez um jogo enorme, David Villa apontou dois golos, o resto da equipa esteve irrepreensível, mas a Pulguita esteve mágica. Durante grande parte do jogo, imagine-se, a posse de bola do Barça chegou aos 85%. Uma característica muito própria dos blaugrana, levada ao esplendor máximo em noites como a deste sábado.

O Osasuna, arrasado do princípio ao fim, teve um golo anulado no segundo tempo e pouco mais. Sai de Barcelona com uma imagem muito triste e um autogolo marcado por Rovérsio, antigo defesa de Gil Vicente e Paços de Ferreira.

As bancadas pediam mais dois golos, mas o Barça «apenas» foi capaz de repetir o atropelo da última época ao Almeria. Já não foi mau.

O Barcelona apresentou a seguinte equipa:

Valdés; Dani Alves, Mascherano, Puyol (Maxwell, 53) e Abidal (Adriano, 46); Xavi (Afellay, 61), Busquets e Thiago Alcântara; Fabregas, Lionel Messi e David Villa.

Não utilizados: Pinto, Fontás, Keita e Pedro

Classificação da Liga Espanhola

Veja o terceiro golo de Messi:



4ª jornada da Liga

Sábado

Granada-Villarreal, 1-0

(Uche, 56m)

Maiorca-Málaga, 0-1

(Demichelis, 39m)

Sp. Gijón-Valência, 0-1

(Soldado, 30m)

Barcelona-Osasuna, 8-0

(Messi, 5, 40, 78; Fabregas, 12; Villa, 33, 75; Rovérsio, p.b., 39; Xavi, 56)



Sevilha-Real Sociedad (mais tarde)

Domingo

Getafe-Rayo Vallecano

Saragoça-Espanhol

At. Madrid-Racing Santander

Levante-Real Madrid

At. Bilbao-Bétis de Sevilha