Ernesto Valverde foi apresentado esta quinta-feira como novo treinador do Barcelona e assumiu estar perante um desafio extremamente difícil na sua carreira. O antigo técnico do At. Bilbao, de qualquer forma, mostrou-se satisfeito e entusiasmado.

«Sei que a exigência é muito alta. Só com o passeio pelo museu já vi que o patamar está muito alto, com os títulos que o clube conquistou. Penso em Luis Enrique, Guardiola, Tito Vilanova, Martino...também em Cruijff. Disse que queria um desafio difícil e este é um desafio difícil, sem dúvida. Quando surge uma equipa como o Barcelona, não tens de pensar muito, porque é um desafio apaixonante.», começou por dizer.

O sucessor de Luis Enrique pretende dar o seu cunho à equipa, sem alterar profundamente o que tem sido o estilo de jogo do Barça: «O Barcelona e o seu estilo são reconhecidos em todo o mundo. Sei que tenho de me adaptar a isso mas o meu objetivo é aprofundar este estilo e dar-lhe mais um toque.»

«Treinar Messi é uma felicidade para mim, é uma experiência única poder treinar o melhor jogador que alguma vez vi. Quando se pensa que ele chegou ao seu topo, ele continua a melhorar. A minha ideia é ajudá-lo nesse sentido», salientou Valverde, elogiando ainda Iniesta: «Iniesta é um jogador muito importante para a equipa e o clube, desde todos os pontos de vista, também no terreno de jogo. Quando puder falar com ele, será isso que lhe direi.»