Nesta altura ainda não é possível conhecer em exaustão a real gravidade da lesão, mas tudo aponta para que Cissokho possa voltar a trabalhar sem limitações dentro de poucos dias.

Kucho confessou no final ter sentido algumas dores no seu massacrado joelho esquerdo, mas não consta do boletim clínico.