Antes de ser cedido à formação sadina, Hélder Barbosa já tinha renovado por mais uma época. O jovem selou o acordo de renovação já durante este período de transferências, prolongando a ligação com o F.C. Porto até ao final de 2011.

Para além da proposta do V. Setúbal, Hélder Barbosa teve várias outras hipóteses de cedência, incluindo do estrangeiro. No entanto, todas as hipóteses apresentadas por clubes estrangeiros foram rejeitas pelo F.C. Porto, que prefere ter o jogador mais perto.

O V. Setúbal torna-se assim o terceiro clube a que Hélder Barbosa é cedido, depois da Académica e do Trofense. Na formação de Coimbra, o jovem cumpriu época e meia. Antes disso, e também meia época depois, representou o F.C. Porto, sem conseguir agarrar um lugar.