Ao Maisfutebol, ainda que cauteloso, o agente de Tarik confirma o distanciamento da direcção azul e branca. «Não há muito a dizer. O Tarik termina a ligação ao F.C. Porto e não temos qualquer proposta de renovação em mãos. Vamos aguardar mais duas ou três semanas e depois decidimos o que há a fazer», explicou Chiel Dekker que, no entanto, não nos confirmou o anunciado interesse do Auxerre, do Fenerbahce e do Borussia Dortmund no internacional magrebino.

Além de um problema físico que o afastou da competição alguns meses, Tarik sentiu muitas dificuldades por altura do Ramadão e teve ainda de defrontar um obstáculo inesperado chamado Hulk. O brasileiro acabou por tomar conta de uma das alas, sendo a outra entregue quase sempre a Cristian Rodríguez, com Mariano Gonzalez a funcionar como uma espécie de 12º jogador.

Da fartura à míngua

Os números não deixam margem para dúvidas. Depois de um ano de esplendor em 2007/08 (2001 minutos e nove golos no total das competições), Tarik perdeu definitivamente espaço nas escolhas de Jesualdo Ferreira e sabe já há algumas semanas que não ficará no Dragão. Ao que foi possível apurar junto de fontes próximas, o jogador está conformado e continua a trabalhar com a alegria e empenho do costume.

Tarik Sektioui chegou ao F.C. Porto em Julho de 2006 pela mão de Co Adriaanse, mas a meio da temporada foi cedido por empréstimo aos holandeses do RKC Waalwijk. Regressou para fazer uma grande temporada, mas não lhe deu seguimento na presente época.

Confira os números de Tarik Sektioui nas duas últimas épocas:

2007/08

Liga: 23 jogos, 1212 minutos, 6 golos

Taça de Portugal: 4 jogos, 217 minutos, 2 golos

Liga dos Campeões: 7 jogos, 395 minutos, 1 golo

Supertaça: não utilizado

Taça da Liga: não utilizado

TOTAL: 34 jogos, 2001 minutos, 9 golos

2008/09

Liga: 7 jogos, 140 minutos

Taça de Portugal: 3 jogos, 173 minutos, 1 golo

Liga dos Campeões: 3 jogos, 75 minutos

Supertaça: não utilizado

Taça da Liga: 2 jogos, 118 minutos, 1 golo

TOTAL: 15 jogos, 506 minutos, 2 golos