O domínio da Brawn só não foi mais evidente pois Rubens Barrichello apostou numa estratégia de corrida diferente (três paragens) e teve de se contentar com o quinto posto. Entre os dois da frente e o brasileiro ficaram o italiano Jarno Trulli (que saíra da pole-position) e o campeão do mundo Lewis Hamilton (Mclaren). O britânico conseguiu com este quarto lugar a sua melhor performance de uma temporada até aqui muito discreta.

Os restantes três lugares pontuáveis foram preenchidos por Kimi Raikkonen (o finlandês coleccionou os primeiros três pontos para a Ferrari), Timo Glock (Toyota) e Fernando Alonso (Renault).

De referir que a corrida, disputada sob uma temperatura de 35 graus, teve apenas uma desistência. Dos 20 carros participantes, somente Kazuki Nakajima desistiu. O japonês da Williams parou a nove voltas do fim.

Após mais esta corrida, o Mundial de 2009 é liderado por Jenson Button. O inglês lidera com 31 pontos, mais 12 do que o seu companheiro de equipa, Rubens Barrichello. Vettel, Trulli e Glock completam o top-five.