Fábio Espinho, médio que esta tarde saltou do banco para tentar ajudar o Leixões a inverter o resultado, em declarações no final da partida:

«É uma situação complicada. Já não é a primeira vez que estamos na frente do marcador e não seguramos o resultado. Não sei se é uma maré de azar. Mas vamos erguer a cabeça e dar tudo em campo para conseguir a manutenção. Enquanto for matematicamente possível, vamos acreditar. É verdade que a situação não é fácil, os jogos vão passando e não conseguimos pontuar. São menos jogos para recuperar. Sabíamos que, neste jogo, do mal, o menos, tínhamos de empatar. Acho que eles também foram felizes, marcaram nas oportunidades que criaram. Agora há que continuar a trabalhar, levantar a cabeça e seguir em frente.»