Para além de Sérgio Conceição, também Danilo foi questionado acerca das escassas opções do FC Porto na linha ofensiva para o jogo com o Galatasaray. O médio reconheceu a importância de Aboubakar, contudo, sublinhou a confiança que mantém em Adrián López, Marega ou André Pereira. 

«O Aboubakar é importante, foi importante para nós, mas temos um plantel muito completo, cheio de bons jogadores que conhecem bem a nossa forma de jogar. Não jogando o Aboubakar, jogará algum elemento que certamente vai responder de forma positiva. Temos a estratégia bem estudada e agora é só cumpri-la ao máximo», destacou.

O objetivo dos campeões nacionais passa por qualificarem-se para os oitavos de final da prova. Uma vitória frente ao emblema turco pode deixar os portistas na liderança do grupo um factor importante frisado pelo próprio Danilo.

«Quanto mais cedo melhor, mas temos de ver sempre jogo a jogo. Hoje este é o mais importante, é neste jogo que estamos a pensar. Esta competição é muito longo, ainda vamos no segundo jogo e vamos tentar ganhá-lo», disse, sem desenvolver muito a ideia. 

Por último, o internacional português confessou que o seu regresso à competição foi «importante» para todos.

«Se o meu regresso foi importante? Sim, sinto que sim.  Sou importante para o grupo, não só em campo, mas também fora dele. Todos os meus colegas sentem esse peso, eu também sinto essa responsabilidade», concluiu.