O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, em declarações à Sport TV, após o encontro com o Santa Clara, que os dragões venceram por 1-0:

«Sabíamos da dificuldade deste jogo, não só por saber destas condições de hoje, que não foram nada fáceis. o vento forte que se fez sentir, o terreno de jogo algo pesado, uma equipa que tem pouco mais de 60 horas de recuperação e pela capacidade e qualidade do Santa Clara, que é competitiva. Sabíamos do contexto, era preciso apelar ao espírito de sacrifício não deixar adversário aproximar do terço defensivo. Penso que não houve nenhuma aproximação. Nós tivemos na primeira, uma ou outra vez na segunda parte também. Mas é um jogo difícil, os jogadores merecem os parabéns por tudo aquilo que foi a dificuldade deste jogo, que não tem a ver só com o jogo em si, mas tudo aquilo que fazia parte do contexto.»

«Levo daqui a mesma equipa que venceu o Marselha fora, também num jogo em que o adversário queria muito ganhar. Os jogadores e a qualidade deles, e não falo apenas de técnica e tática, mas do espírito que os jogadores têm tido. É fabuloso, todos disponíveis, quem entra acrescenta alguma. Tenho de me sentir realizado e feliz. Agora é já preparar o próximo jogo e esse é terça-feira. Queremos estar em todas as competições, mas temos de olhar para isto de outra maneira porque os jogadores não são máquinas.»

«A nossa prioridade é o campeonato, por isso jogaram os onze que achei que estavam melhor para este jogo. Todos são importantes, se escolhesse outros, certamente que me dariam resposta positiva. Mas a prioridade é o campeonato. Pensando um pouco na Liga dos Campeões, apresentarei o melhor onze.»

«Taça da Liga? São competições internas e o FC Porto luta por essa conquista, como quer ir o mais longe possível na Europa.»