Depois de ter estado no banco em Alvalade, Pepe pode disputar esta terça-feira, diante do Leixões, a primeira partida oficial pelo FC Porto desde que regressou. A possibilidade do internacional português ser titular no Mar foi uma dos temas da conferência de imprensa de Sérgio Conceição, no entanto, o técnico dos azuis e brancos recusou abrir o jogo.

«Vamos ver quem me dá mais garantias para o jogo», atirou. 

Contudo, Conceição voltou ao tema perante a insistência dos jornalistas. «O Pepe vai definir a sua utilização durante os treinos. Não nos podemos esquecer de que o Pepe esteve seis semanas parado e que chegou de uma equipa com ideias diferentes das minhas. Claro que existe o lado da experiência do Pepe, já não é um miúdo de 20 anos. No último jogo esteve no banco e, se estava no banco, estava disponível para jogar. Ouvi muito burburinho... O Sérgio Oliveira não esteve no banco, porque não treinou como queria. O Mbemba é médio, lateral e central e o Pepe também pode jogar a médio. Por vezes, fala-se de mais e atiram-se coisas para o ar sem saber. É preciso mais consciência. Já não estou a dizer isto em relação ao Pepe, mas estou a falar do jogo de Alvalade», atirou, visivelmente agastado.

O calendário apertado - seis jogos em 20 dias este mês -, dá ao plantel do FC Porto pouco espaço quer para descansar, quer para estar com a família. Conceição abordou o tema, mas terminou a conferência de imprensa a criticar o que ouviu no rescaldo do duelo com o Sporting.

«Tempo com a família? Fica limitado, mas isto é o que nos move. Aligeirava um bocado se, por vezes, não houvesse tanta barbaridade e ignorância. Ouço coisas que não têm a ver com a crítica. Claro que estamos sujeitos à crítica e, às vezes, até é melhor quando é negativa. Estou a falar de coisas fora do contexto que nada têm a ver com o jogo jogado, à forma como entrámos em campo. disseram que o FC Porto ficou equilibrado com um terceiro médio. São barbaridades! Em muitos momentos da primeira parte tivemos um terceiro médio chamado Jesús Corona. Entrámos em Alvalade da mesma forma que entrámos nos jogos teoricamente mais fáceis, aliás até a pressionar mais alto», disse, confessando que era algo que «tinha engasgado».

Pelo meio, Conceição garantiu que Militão «já treinou a lateral direito e é uma opção válida, tal como Mbemba», acrescentando que «é importante que todos conheçam as posições e os movimentos defensivos e ofensivos».