Declarações de Sérgio Conceição na conferência de imprensa, após a vitória do FC Porto sobre o Santa Clara (2-1) em jogo da 25.ª jornada da Liga:

«Foi um jogo num contexto difícil, trabalhámos com oito jogadores durante 15 dias, mas houve também mérito do Santa Clara sem dúvida nenhuma. Conseguiram ligar o jogo com critério no setor intermédio e no jogo todo houve três, quatro livres com o Lincoln a bater extremamente bem. No entanto, não me lembro de uma grande oportunidade do Santa Clara. Da nossa parte, apesar da entrada no último terço houve má definição. Fomos à procura de mexer com a equipa e antes de mexer criámos duas ou três situações claras de golo. Acabámos por ganhar aos 94 de uma forma justa. Pelo que o Santa Clara fez, pela forma desinibida como jogou, se empatasse não me espantaria, mas a haver um vencedor teríamos de ser nós.»

[Sobre a poupança de alguns jogadores] «Corona é dos mais utilizados aqui e fez dois jogos amigáveis, um 90 minutos e outro 82, e não houve essa atenção por parte da sua seleção [México] e depois vem para aqui e tem de descansar. Nós não ficámos nada satisfeitos, o clube é que paga. Outros tiveram viagens extremamente desgastantes, o Zaidu veio tocado. Isso fez com que a preparação deste jogo fosse mais difícil. Mas isso não explica tudo. No golo do Santa Clara era um lance inofensivo e nós oferecemos um penálti ao adversário. Isto em alta competição não pode acontecer. Os erros cometem-se e tivemos de ir atrás do prejuízo. Nestes ambientes pós-seleções e pré-Champions isto pode acontecer: PSG, Dortmund, Chelsea perderam. Há essas dificuldades com essas equipas que estão nos quartos da Champions.»