O percurso de Paulo Pereira no futebol português foi recheado de êxitos, nomeadamente quando representou o F.C. Porto, onde jogou cinco épocas e somou dois títulos de campeão português, duas Taças de Portugal e três Supertaças Cândido de Oliveira.  

Ainda jogou um ano no V. Guimarães e no Benfica, na primeira época de Artur Jorge, viajando depois para Itália para representar o Génova (dois anos) e a Reggina (um ano). Terminou a carreira em Dezembro passado, no Bragantino (Brasil), já com 35 anos. 

Num breve balanço da passagem pelo futebol português não tem grande dúvidas de que «os melhores anos foram passados no F.C. Porto», pois «no Benfica não deu certo». Em Itália, «só o primeiro ano valeu a pena, porque os outros dois não foram positivos». 

É natural, por isso, que Paulo Pereira sinta algo de especial em relação ao clube das Antas, onde encontra sempre pessoas com quem pode partilhar momentos de sucesso. Quando chegou ao F.C. Porto estava-se num período de passagem de testemunho entre Quinito e Artur Jorge e consequente «limpeza de balneário». 

Curiosamente, uma das primeiras pessoas que encontrou em Portugal foi Lima Pereira (um dos «expulsos»), mas também André, que «está a perder todos os cabelos», e João Pinto, que «está a fazer um excelente trabalho nos escalões de formação». As memórias de um ex-jogador que ainda está a tentar habituar-se à nova vida. 

 

Percurso de Paulo Pereira no futebol português: 

88/89- F.C. Porto (Dezembro). Treinador: Quinito/Artur Jorge

89/90- F.C. Porto. Treinador: Artur Jorge. Campeão nacional, Supertaça

90/91- F.C. Porto. Treinador: Artur Jorge. Taça de Portugal, Supertaça

91/92- F.C. Porto. Treinador: Carlos Alberto Silva. Campeão nacional

92/93- V. Guimarães. Treinador: Marinho Peres/Bernardino Pedroto

93/94- F.C. Porto. Treinador: Tomislav Ivic/Bobby Robson. Taça de Portugal, Supertaça

94/95- Benfica. Treinador: Artur Jorge 

Artigos relacionados: