O F.C. Porto anunciou, nesta quarta-feira, a compra de 22,5 por cento do passe de João Moutinho por quatro milhões de euros. Os dragões tinham comprado a totalidade do passe do jogador mas, a 15 de Outubro de 2010, anunciaram a venda de 37,5 por cento à empresa Mamers B.V, por 4 milhões e 125 mil euros.

Em comunicado enviado à Comissão de Mercado e Valores Mobiliários, os portistas explicam que a percentagem era agora detida pela Soccer Invest Fund.

O F.C. Porto recuperou 22,5 por cento, ficando agora com 85 por cento do passe. Esse fundo terá os restantes 15 por cento. Entre as duas operações, os dragões ficaram com 125 mil euros, mas menos esses 15 por cento.

«A Futebol Clube do Porto - Futebol, SAD vem comunicar, nos termos do artigo 248º nº1 do Código dos Valores Mobiliários, ter readquirido por 4.000.000€ (quatro milhões

de euros), 22,5% dos direitos económicos do jogador João Moutinho ao Soccer Invest Fund - Fundo Especial de Investimento Mobiliário Fechado, o qual é gerido e

representado pela MNF GESTÃO DE ACTIVOS - SGFIM, SA, Fundo este ao qual a Mamers B.V. cedeu a sua posição contratual relativamente aos direitos económicos que detinha sobre este atleta», explica o F.C. Porto, em comunicado.

A base do Soccer Invest Fund

O Soccer Invest Fund está devidamente registado na CMVM e representa uma aposta da MNF Gestão de Activos no mercado futebolístico. O dito fundo foi criado no início do ano e pretendia adquirir percentagens dos direitos económicos de atletas de vários clubes.

A MNF Gestão de Activos tem escritório em Lisboa, site com todas as informações sobre a empresa e um rosto conhecido no mundo do futebol.

Lino de Castro, antigo presidente da Assembleia-Geral e administrador da SAD do Sporting, é um dos administradores da MNF Gestão de Activos. Cessou funções no emblema leonino em Março de 2011.

[artigo actualizado]