«Exagerado foi o que se passou depois do jogo com a Roma, e antes de eu falar», disse Mourinho, abandonando depois a conferência de imprensa de rescaldo do jogo da Taça de Itália, com a Sampdória (que perdeu por 3-0). As polémicas declarações foram proferidas pelo técnico precisamente na conferência de imprensa de antevisão do encontro de Génova.

Massimo Moratti, presidente do Inter, continua a preferir manter-se em silêncio, no que diz respeito à possibilidade de Mourinho ser castigado. «Vamos ver como acaba», disse o dirigente, nesta quinta-feira.