O dirigente lamentou ainda a fraca adesão ao jogo de inauguração do Estádio Rustemberg, realizado no sábado, entre a África do Sul e a Noruega, que contou apenas com 25 mil espectadores quando a capacidade do novo recinto é de 43 mil.

Jerome Valcke considerou que as fortes medidas de segurança afastaram muitos adeptos do referido jogo. «Havia alguma coisa que não estava a funcionar bem. O jogo até começou alguns minutos mais tarde. Isso não pode acontecer em jogos FIFA», destacou.

Em conversa com os jornalistas, o dirigente disse ter estranhado não ter um único cartaz promocional do Mundial ou da Taça das Confederações na viagem para o estádio. «O que me surpreende é que ainda não tenham sido vendidos os bilhetes para os jogos nos quais participam a selecção sul-africana», referiu.

A poucos meses do arranque da Taça das Confederações, o habitual ensaio geral para o Mundial, que vai decorrer entre 14 e 28 de Junho, em quatro cidades sul-africanas, apenas estão vendidos um terço dos bilhetes disponibilizados para a competição.