O presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, foi distinguido com o Colar de Honra ao Mérito Desportivo no Football Talks, conferência que decorre até sexta-feira no Centro de Congressos do Estoril. «É um gesto que me deixa verdadeiramente honrado, sem palavras para o agradecer», começou por afirmar após receber a distinção das mãos do primeiro-ministro António Costa.

«É um galardão individual, naturalmente individual, que é com certeza sinal de que eu terei feito alguma coisa para o merecer. Mas este galardão não é meu. É de muita gente que colaborou comigo ao longo deste tempo comigo e com a federação», acrescentou, estendendo os agradecimentos a jogadores, treinadores e família.»

Antes da entrega do Colar de Honra ao Mérito, António Costa falou sobre o impacto e responsabilidade que o futebol tem na sociedade portuguesa.

«O futebol tem em Portugal uma particular responsabilidade. Temos o orgulho de poder ter melhor jogador do mundo de futebol de praia, de futsal e de futebol. Mas isto não é obra do acaso. Deve-se à excelência da organização do futebol que a Federação Portuguesa de Futebol tem conseguido assegurar durante mais de um século, à importância do trabalho dos clubes e dos atletas. Como costumamos dizer, a sorte dá muito trabalho.»

Destacando os feitos alcançados por Portugal em 2016 nos diversos escalões do futebol nacional, mas também nas diversas modalidades, António Costa rematou: «Mesmo para um otimista como eu, é difícil acreditar que poderemos ter um ano tão bom como este.»