Masters Series

No segundo set, Gil chegou a estar a vencer por 2/0, esteve na iminência de fazer o terceiro jogo, mas três erros facilitaram o trabalho do espanhol, que iniciou, então, a recuperação no marcador. O português cedeu o 2/1, o 2/2 (sem qualquer resposta), o 2/3 (novamente com espaços concedidos na direita) e o 2/4, com Gil a ficar mais uma vez em branco.

O estreante em Masters Series respondeu com a conquista de um jogo, o seu último (3/4), mas Nadal ganharia o set por 6-3 nos minutos seguintes, com o 5/3 a terminar de novo em branco.

Ao contrário do que sucedeu no segundo set, concluído em 38 minutos, o líder do ranking mundial precisou de quase uma hora para vencer o primeiro (7-5).

O tenista português venceu o primeiro jogo, defendendo bem o seu serviço, mas perdeu os dois seguintes e permitiu mesmo o break no seu segundo jogo a servir. Gil esteve a vencer 40/15, mas deixou-se surpreender.

Rafael Nadal fez depois 3/1 com um jogo de serviço, mas Gil reduziu depois para 3/2. O português venceu com recurso às vantagens e concluiu o jogo com um belíssimo toque em habilidade. No seu melhor momento até agora, Gil quebrou o serviço a Nadal e igualou o jogo: 3/3.

Até final do primeiro set, o equilíbrio reinou, mas Frederico Gil baqueou quando servia para o 6/5. Perdeu nessa partida o seu jogo de serviço e acabou por perder por 7/5.