Mário Jardel dirigiu largos elogios a João Pinto no final da partida em que o Sporting venceu (4-1) o U. Leiria com mais três golos do brasileiro. Jardel considera que Sporting não fez uma grande partida, mas abre uma excepção para o número 25 que fez a assistência para o seu terceiro golo.  

 

«O João Pinto tem sido um pai para mim. O importante é que bola chegue lá à frente e tem chegado. O João Pinto é um jogador excepcional. É daqueles que fazem a diferença em campo. É um jogador muito importante para mim, principalmente ao nível das assistências», destacou Jardel.  

 

No entanto, Jardel considera que a exibição do Sporting, apesar do resultado volumoso, foi negativa. «Fizemos uma primeira parte mais ou menos e uma segunda parte horrível, mas tivemos sorte e marcámos golos. E quem marca ganha», disse o brasileiro sem hesitações.  

 

Jardel tem marcado sucessivamente nas últimas jornadas, mas agora parece ter elavado a bitola. Depois de ter marcado três golos em Alverca, voltou a marcar outros três esta noite. A marca de Yazalde (46 golos), que para muitos era inalcançável, parece estar agora ao alcance do fenómeno brasileiro. «No final faz-se as contas. Faltam treze jogos, falta ainda muita coisa. É lógico que quero ultrapassar Yazalde, mas a minha prioridade é o título», confidenciou.  

 

Jardel treinou toda a semana limitado e hoje, tal como há uma semana, voltou a jogar com uma protecção no joelho. O avançado brasileiro fez tratamento no final da partida, mas diz que está melhor e espera estar totalmente recuperado a meio da próxima semana. «Joguei com uma ligadura no joelho, mas na próxima quarta-feira já devo estar sem dores», referiu.  

 

Jardel destaca-se neste momento como um dos melhores marcadores da Europa, no entanto continua afastado da selecção. O brasileiro está confiante e acredita que vai estar no Mundial. «Quero é estar na última convocatória porque essa é que é importante. Posso não jogar nenhum amistoso, mas quero ir ao Mundial. Se tiver uma oportunidade num jogo particular, vou mostrar o meu valor», adiantou.  

 

O jogo desta noite ficou marcado pelas duas expulsões de jogadores do U. Leiria, João Manuel e Éder, numa altura em que o Sporting já vencia por 3-0. Nuno Valente e Renato também viram o quinto cartão amarelo que os afasta do jogo da próxima semana com o Boavista. Isto é, toda a defesa do U. Leiria que hoje defrontou o Sporting, caso não haja despenalizações, não vai poder defrontar o campeão nacional. Jardel não relaciona os factos. «Isso quem tem de responder é o árbitro. Eu só falo do Sporting porque é o meu clube», finalizou.