Hugo Leal confirmou hoje (segunda-feira) ao Maisfutebol que no contrato que assinou com o Atlético Madrid «estão salvaguardadas opções de regresso ao Benfica» e admitiu que Manuel Vilarinho, candidato à presidencia do clube da Luz, já conversou com ele a propósito de uma possível contratação.  
 
«É de facto uma forte possibilidade. Houve contactos e ficámos de ver como correm as coisas nas eleições», afirmou Hugo Leal, explicando em seguida que «a cláusula de rescisão para sair do Atlético é de 4 mil milhões de pesetas [4,8 milhões de contos], mas para o caso do Benfica estão previstos valores diferentes».  
 
«Não vou revelar números, mas posso dizer que são valores muito mais baixos», acrescentou a propósito.  
 
O facto de a abordagem de Vilarinho poder ser entendida em Portugal como manobra eleitoralistas não preocupa o jogador: «As pessoas entenderão as coisas como quiserem, tal como entenderam a minha saída do Benfica da forma que quiseram. Os factos estão aí e são simples - o Benfica tem vantagens negociais se me quiser vir buscar.»  
 
«Atlético tem de estar um pouco mais receptivo a qualquer proposta do Benfica»  
 
Hugo Leal nunca escondeu a vontade de regressar à Luz. «Já tenho dito que mais tarde ou mais cedo gostava de voltar», assinalou.  
 
Interrogado a propósito de um cenário académico no qual Vale e Azevedo decidisse passar uma esponja sobre o passado e tentasse recuperá-lo à luz desta cláusula - hipótese de qualquer modo muito pouco provável -, o jogador foi mais comedido: «Não digo que nunca jogaria no Benfica com Vale e Azevedo, mas dificilmente isso poderia acontecer.»  
 
Hugo não se assumiu como um homem ansioso pelos resultados das eleições de sexta-feira, mas confessou que olhará para elas «de forma partidária».  
 
O Atlético Madrid, entretanto, já manifestou a sua posição sobre o assunto, trazido a público pelo diário A Bola. António Sanz, assessor de imprensa, declarou ao Maisfutebol que «Hugo Leal é intransferível».  
 
O futebolista sabe perfeitamente que os colchoneros têm muito pouca vontade de o ver partir, mas ainda assim expressou a sua esperança: «O Atlético não tem ideia de me deixar sair e eu quero dizer também que me sinto muito bem neste clube. De qualquer forma, penso que neste caso os dirigentes estarão um pouco mais abertos. Eles sabem que terão que estar mais receptivos a toda e qualquer proposta do Benfica.»  
 
A finalizar, Hugo Leal garantiu desconhecer se já terá havido contactos entre a candidatura de Manuel Vilarinho e o Atlético.