O treinador do Gil Vicente, Ricardo Soares, assumiu esta quinta-feira que a sua equipa tem de dar uma «resposta forte e inequívoca» frente ao Santa Clara, após a goleada sofrida em casa do Portimonense.

Para o técnico, os gilistas pagaram caro «as desconcentrações» que evidenciaram em Portimão.

«As desconcentrações na Liga pagam-se muito caro. Não queremos que aconteçam os mesmos erros. Queremos dar uma resposta forte e inequívoca quanto ao valor desta equipa. Não somos a equipa que foi a Portimão. Temos de provar com atos, jogadores e treinadores, dentro de campo. O momento não é para falar, mas para fazer», afirmou, em conferência de imprensa, citado pela Lusa.

Pela frente, o Gil terá um adversário «difícil»: «Tem um conforto grande no objetivo da manutenção. É uma boa equipa, que transpira confiança e que vem de uma derrota com o Braga (1-0), mas fazendo um excelente jogo. Temos de demonstrar com clareza o que pretendemos para a época.»

Ainda sobre o momento que o Gil atravessa, Ricardo Soares pede «união» até ao final da época.

«Sem querer falar muito no passado, os nossos adeptos estão tristes, mas os jogadores, os treinadores e a estrutura também estão. Este ano vai ser difícil para todos nós. Só juntos poderemos dar a volta à situação. Não acredito que nenhuma das últimas oito equipas tenha a manutenção garantida a quatro jornadas do fim», atirou.

O Gil Vicente recebe o Santa Clara no sábado, a partir das 17h30, em jogo da 20.ª jornada.