«Não me afecta que o Real Madrid esteja em primeiro lugar. Se o alcançaram é porque marcaram mais golos e fizeram as coisas melhores do que nós», disse o técnico. Guardiola espera mais uma «semana difícil», com recepção ao Osasuna e viagem a Maiorca. Um deslize pode ser irrecuperável, já que o Real Madrid é encarado como um «rival muito forte», que «vai perder poucos pontos».

Messi tem sido o mais recente assunto em Espanha. Todos se renderam às mais recentes exibições, e para muitos o «Pulga» já é melhor que Maradona. Para tentar aliviar a pressão ao internacional argentino, Guardiola afirmou que «Maradona é o melhor da sua geração e isso ninguém lhe tira». Mas a hipótese de ser um dos melhores da história do futebol não foi esquecida. «Será um dos eleitos para ser o melhor jogador de todos os tempos. Há que deixar o Messi jogar, pois é muito jovem. Espero que dê continuidade ao excelente futebol que tem praticado», explicou o técnico dos «culés».

Pep não esqueceu também Ibrahimovic. Este tem sido apontado como um dos fracassos da temporada, mas Guardiola demonstrou total confiança no sueco, desvalorizando as críticas.