«O Cech salvou-nos, mas é preciso valorizar mais jogadores. O Bosingwa marcou bem o Messi, o Malouda ajudou muito no flanco esquerdo e a coragem e inteligência do Terry contagiou o resto da equipa», disse o técnico holandês, no final do encontro da primeira mão das meias-finais da Liga dos Campeões.

Hiddink defendeu que «não é fácil sair de Barcelona sem uma goleada», e por isso elogia a equipa, por ter sido «muito disciplinada». Ainda assim, o técnico assume que «gostava de ter tido mais posse de bola», um aspecto que pretende «melhorar no segundo jogo».