Na 24ª jornada, o Sp. Braga desloca-se à Luz. A partida é vista por muitos como decisiva, mas Hugo Viana prefere concentrar-se no presente, como se pode ler na Agência Lusa: «O nosso jogo mais importante é já no sábado, é esse que temos de ganhar, não podemos pensar no jogo com o Benfica, nem o vamos fazer, antes do jogo com o Rio Ave.»

Ainda faltam oito jornadas até ao final do campeonato, recordou Hugo Viana, e «muita coisa pode acontecer». Talvez seja esse o motivo que leva o jogador a não retirar o F.C. Porto da corrida ao título: «Se eles não o fazem, quem sou eu para o dizer?»

O internacional português recusou a ideia de que a equipa esteja a atravessar um momento menos positivo, em termos exibicionais e/ou físicos: «Faltam oito jogos, estamos em segundo lugar, isso já é uma amostra de confiança e do valor desta equipa e, com o plantel que temos, é obrigatório pensar o mais alto possível.»

Viana perdeu o seu companheiro de meio-campo, Vandinho, que foi suspenso pela Comissão Disciplinar da Liga por três meses: «Posso falar do que mudou em mim. É óbvio que o Vandinho tinha mais as tarefas defensivas e eu agora estou também mais virado para aí quer quando joguei com o Filipe Oliveira ou com o Olberdam que, como o treinador disse, acusou alguma falta de conexão connosco, mas o Madrid é um bom reforço para este final de temporada.»

O jogador ainda não sabe como será o seu futuro após o final da Liga, pelo que a possibilidade de continuar em Braga é uma situação «complicada de falar nesta altura»: «Já disse que me sinto muito bem aqui e que gostava de continuar, mas tenho mais um ano de contrato com o Valencia e tudo depende do que poderá acontecer no final da época, se o Sp. Braga mostrar interesse ou não.»