Mais difícil até, porque decide muita coisa da época das duas equipas grandes. Numa fase decisiva da temporada, é altura de estabelecer diferenças. «Uma vitória do F.C. Porto não decide o título, porque ainda há muitos jogos pela frente», diz. «Mas vai dar uma boa vantagem. Uma derrota afasta o Sporting da corrida, mas não decide o título.»

A atitude puro-sangue quente do avançado esgota-se dentro no relvado, de resto. O brasileiro não entra em cavalgadas, nem sequer joga ao ataque quando é chamado a falar com os jornalistas. Prefere uma atitude defensiva e passa rapidamente a bola. Esta manhã, por exemplo, teve poucos comentários para a goleada sofrida pelo Sporting.

«O Bayern fez um grande jogo e são coisas que acontecem no futebol. Há dias em que tudo corre bem, há outros em que tudo corre mal. É a lei do futebol.» Hulk acrescenta que nada disso coloca em questão o valor do advesário. «Já conheço um pouco do Sporting, como o Sporting conhece um pouco do Porto, e sei que tem uma equipa boa.»

«Nós também saímos de Madrid com alguma frustração na cabeça»

É claro que a moral do Sporting deve estar abalada, mas também não é por aí que o F.C. Porto terá vantagem. «Nós também saímos de Madrid com um pouco de frustração na cabeça devido ao empate. O resultado que merecíamos era a vitória. Mas o futebol é assim. Vamos tentar corrigir esse resultado com vitórias nos próximos jogos.»