Na véspera do arranque da retoma da I Liga, interrompida por causa da covid-19, Rio Ave e Boavista apelam aos adeptos que não se desloquem ao estádio em dia de jogo e evitem aglomerados para evitar a propagação da doença.

«Não se desloquem aos estádios em dia de jogo. Evitem a todo o custo os aglomerados junto aos locais de estágio das equipas, dos centros de treino, dos estádios. Evitem assistir às transmissões televisivas dos jogos em locais que não respeitem a lotação máxima de segurança. Promovam e respeitem o distanciamento social», pode ler-se numa nota no site do Rio Ave, assinada pelo presidente António Silva Campos.

«Acreditamos que quanto melhor respeitarmos estas regras, mais célere será o regresso à normalidade, mais depressa voltaremos a contar com o seu apoio no estádio, mais depressa ouviremos o seu grito de vitória, o seu cântico de apoio», diz ainda a nota.

«Confiamos no vosso bom senso, no vosso respeito pelas recomendações, na vossa capacidade de serem, também, agentes de saúde pública. Temos sido, todos, um exemplo no combate à pandemia. Depende apenas de nós continuarmos neste caminho e conseguirmos, juntos, a vitória mais importante das nossas vidas», concluiu António Silva Campos.

Também o Boavista, numa mensagem do Presidente da Direção, Vitor Murta, faz o mesmo apelo.

«Não podemos ter aglomerações nos estádios, nem qualquer tipo de manifestação de apoio que vos ponha em risco e aos vossos», pode ler-se na nota que acrescenta: «Nós sabemos que todos vocês, em casa, nos estarão a apoiar.»

«O melhor apoio que nos podem dar agora é manterem-se seguros para que, daqui a uns tempos, possamos ouvir-vos no Bessa e pelos estádios do nosso país», acrescenta, Vítor Murta, frisado: «O futebol está a ser posto à prova. Temos de dar o exemplo. Todos nós.»