Nos últimos testes antes do arranque oficial, a afinação defensiva do Sporting ainda preocupa Jorge Jesus. Com o jogo perfeitamente controlado e em vantagem num golo apontado por Alan Ruiz, dois erros dos jogadores leoninos permitiram ao Bétis operar a reviravolta no marcador, com Ruben Castro a bisar num espaço de dois minutos. O avançado da equipa espanhola voltou a marcar na segunda-parte, aproveitando mais uma passividade defensiva dos leões, que amenizaram a derrota com um golo de cabeça de Slimani. O Bétis conquistou assim a Ibérica Cup.

Confira a FICHA DO JOGO

Com William Carvalho a dominar a luta a meio-campo, o Sporting foi encostando a equipa da Andaluzia, com Gelson Martins muito ativo no flanco direito. Na frente a dupla Ruiz & Ruiz também revelou alguma dinâmica, principalmente o costa-riquenho (Bryan), que foi decisivo para o argentino (Alan) abrir o marcador, finalizando facilmente uma jogada envolvente do primeiro, pela direita.

Só que ao minuto 26 as fragilidades defensivas que o Sporting tem revelado nesta pré-temporada apareceram, com o Bétis a empatar depois de Sanabria ter ganho em velocidade a Zeegelaar e o cruzamento a encontrar Ruben Castro sem marcação ao segundo poste - Coates não conseguiu cortar a bola -, para cabecear sem mácula. No minuto seguinte, o veterano (35 anos) jogador bético voltou a marcar, depois de receber a bola em novo cruzamento da direita, tirando Coates da frente e rematando rasteiro.

Sem antes ter incomodado Rui Patrício, em dois minutos o Bétis marcou dois golos que incomodaram - e muito - os seus jogadores e, certamente, também o treinador: até ao descanso não houve reação e a melhor oportunidade até pertenceu novamente a Ruben Castro, num livre descaído pela esquerda que passou perto da barra da baliza leonina.

 

Após o descanso, Jesus lançou João Pereira, Paulo Oliveira, Petrovic e Podence mas a capacidade reativa não se alterou: os leões não conseguiam furar a defesa adversária e o Bétis controlava as operações e com o jogo a endurecer muito, com inúmeras quezílias entre os jogadores e entradas mais ríspidas.

E, tal como na primeira metade, o Bétis voltou a aproveitar a passividade defensiva leonina para aumentar a contagem, outra vez por Ruben Castro (58 minutos), que iniciou a jogada e finalizou depois de Sanabria ter tido espaço e  tempo para rematar de calcanhar, com Rui Patrício a evitar o golo, mas sendo depois impotente para deter a recarga de Castro.

Um remate de Bruno César (67m) de fora da área foi elucidativo das dificuldades que o Sporting sentiu em entrar na área do Bétis, já com Meli em campo (entrou aos 60 m), o novo reforço da equipa, e que jogou sobre a direita, na posição que costuma ser de João Mário, que não utilizado, tal como Adrien.

Um golo de Slimani (75m) de cabeça na sequência de um livre de Jefferson recolocou os leões na discussão do resultado mas sem oportunidades de golo evidentes para mudar os números do marcador. Sobrou vontade mas faltou engenho para construir situações de finalização.

Jorge Jesus tem muito para retificar atrás, e a derrota fica indubitavelmente marcada pelos erros defensivos cometidos. Esta sexta-feira o Sporting volta a jogar no Estádio Algarve, defrontando o Nice para a Algarve Summer Cup.

No final do jogo a organização desta Ibérica Cup prestou homenagem a Rui Patrício, William Carvalho, Adrien Silva e João Mário, pelo conquista do campeonato europeu.