Jorge Moreira, ex-líder da claque Máfia Vermelha, foi eleito presidente do Leixões para o triénio 2018/2021, conseguindo 168 votos (14 em branco) num ato eleitoral em que foi o único candidato.

O novo presidente do clube tem como prioridades «reunir com os responsáveis de cada secção e renegociar o PER - Processo Especial de Revitalização».

«Só no início do próximo ano estaremos em condições de implementar medidas. Há que esmiuçar primeiro, para não sermos induzidos em erro. Temo uma surpresa desagradável quando nos próximos dias conhecer a realidade do Leixões, por causa da opacidade e falta de transparência e de rigor da gestão da anterior direção. Há muito pouca informação, o que me deixa apreensivo», disse o sucessor de Duarte Anastácio em declarações à agência Lusa.

A equipa principal de futebol do Leixões, que é gerida pela SAD, milita na II Liga de futebol. Nos últimos tempos eram públicas as cisões entre a administração da SAD e a anterior direção do clube de Matosinhos.