Os técnicos da Liga Portuguesa de Futebol Profissional concluíram que as obras e mudanças exigidas não foram efetuadas, após a vistoria ao recinto. O estádio tem de cumprir certas exigências, como a instalação do sistema de videovigilância, a execução de obras nos balneários e nos camarotes e a instalação de torniquetes de controlo individual de entrada no estádio.

Para que o Académico possa receber os jogos em Fontelo as obras terão de ser finalizadas até ao final deste mês. António Albino, presidente do clube, afirma que «há várias semanas que a Câmara de Viseu foi alertada para a situação e foi prometido que as obras seriam feitas, mas o que é facto é que ainda não estão, o que é preocupante».

A situação desagrada ao presidente e aos dirigentes do clube. Albino acrescentou que a câmara já possui as últimas exigências da liga para as obras. A Câmara Municipal de Viseu ainda não se pronunciou sobre o assunto.