O central Orestes, que tinha regressado à Figueira da Foz no início da última época, vai abandonar o plantel permitindo ao clube poupar na folha salarial por tratar-se de um dos jogadores mais caros para os cofres navalistas.

A descida de divisão implica uma reestruturação financeira e, além do brasileiro, outros jogadores poderão seguir-lhe o exemplo, casos de Fábio Júnior, Giuliano, Edivaldo ou Simplício, todos eles com salários elevados para os padrões da Liga de Honra. Nalguns casos, o clube irá, ainda assim, tentar realizar algum dinheiro através de eventuais vendas.

Dos 13 jogadores que terminaram contrato, apenas Tiago Rosa deverá continuar ao serviço da Naval e mesmo a renovação de Carlitos não está assegurada, pois o jogador, sabe o Maisfutebol, está referenciado por clubes da Liga, que poderão contratá-lo a custo zero.

No campo dos reforços, a nomeação de Daniel Ramos como sucessor de Carlos Mozer, poderá levar à transferência de alguns jogadores do antigo clube do técnico, o U. Madeira, para a Naval. O guarda-redes Adriano, o lateral-esquerdo Alex e o médio Hugo Santos são os alvos já definidos.