day afterDaily Telegraph

«A fase em que a baliza de Van der Sar parecia inviolável já passou há muito», pode ler-se na crónica do jogo. Para este jornal, «apenas Wayne Rooney merece ser absolvido». Sobre Cristiano Ronaldo nem uma linha. Os elogios foram direitinhos para Cristian Rodríguez e Lisandro.

«O Porto espalhou o pânico», escreve o Daily Mail, que salienta a «fragilidade defensiva do United frente ao F.C. Porto. As críticas à actuação de Cristiano Ronaldo são viperinas. «A letargia do português está a causar danos graves à equipa», escreve o jornalista de serviço, pleno de loas para o trio atacante do campeão português.

«Os três avançados do F.C. Porto foram abençoados pela rapidez e habilidade. A defesa do ManUtd tremeu e convidou os portugueses para o ataque. (¿) O golo de Mariano aos 89 minutos pode ser dramaticamente decisivo para o futuro do United na prova.»

«Um F.C. Porto tão impressionante como o de 2004»

O Manchester Evening News fala numa «montanha a escalar em Portugal» pelo ManUtd na próxima semana. E compara de forma curiosa o F.C. Porto de Jesualdo Ferreira com o F.C. Porto de José Mourinho. «Foi com o Porto que a lenda de Mourinho nasceu. O seu técnico actual, Jesualdo Ferreira, cativou a atenção dos olhos do continente europeu depois da exibição em Manchester.»

Por seu lado, o The Independent dramatiza o destino do Manchester e considera que o golo de Mariano «mergulha o United na sombra». «Pela primeira vez esta época a coroa europeia do ManUtd balançou perigosamente», pode ler-se no diário. Mais à frente, algumas linhas destinadas ao técnico dos azuis e brancos.

«O treinador actual, Jesualdo Ferreira, é um demasiado velho para correr como um louco pela linha lateral, mas construiu um F.C. Porto tão impressionante como aquele que foi campeão da Europa em 2004.»

Finalmente, no Metro, pode ler-se que o F.C. Porto tem «as rédeas da eliminatória na mão». «O ManUtd tem de fazer o que nunca uma equipa inglesa fez: vencer no Porto», recorda o repórter destacado para o jogo de Old Trafford.

ManUtd «num buraco»

Comum a todos os jornais é o reconhecimento da parte de Alex Ferguson da «actual fragilidade da defesa». «A culpa é minha», destaca o The Sun, acrescentando que a equipa revelou cansaço e que deveria ter antecipado o jogo com o Aston Villa para sábado.

O comentador Matt Dickinson, do The Times, refere que o «Manchester está num buraco ainda maior do que em 1999», ano em que também empatou em casa com a Juventus (1-1), antes de ir ganhar a Turim (3-2) num ano em que chegaria ao título em Barcelona. «Estão num buraco e, mesmo se resolverem os problemas defensivos, ainda vi ser preciso algo especial para os tirar lá de dentro», diz o comentador.