Sem especificar de quem era a responsabilidade, Vítor Calado adiantou à agência Lusa que, de acordo com o plano de segurança definido, o local correcto seriam os parques a norte do estádio.

Chegada tumultuosa de adeptos portistas ao estádio

Na altura dos confrontos, registados a meio da tarde, a «polícia vinha a caminho» e, chegada ao local, efectuou «disparos para o ar» para desmobilizar as claques do F.C. Porto que arremessaram pedras contra adeptos do Benfica. «A polícia controlou rapidamente a situação, mas é difícil prever todas as situações», justificou o major.

«Três feridos, com cortes devido a quedas», foram o resultado dos incidentes, mas nenhum adepto foi detido, apesar de alguns terem sido «impedidos de entrar por sinais de embriaguez».

Veja o vídeo dos tumultos

Relativamente ao dispositivo para o final do jogo, Vítor Calado explicou que «os adeptos da equipa derrotada serão os primeiros a sair», permanecendo os da formação vencedora «retidos no estádio até haver condições de segurança». Os autocarros com adeptos de F.C. Porto e Benfica «serão escoltados pela polícia até as portagens de Paderne, na A2».