O clube inglês enganou-se no nome (chamou-lhe «Rémy» em vez de «Rémi») e criou um hashtag que levou vários adeptos ao engano: «#WelcomeRemy».

Rapidamente o erro foi corrigido, mas nas redes sociais as piadas com o assunto não param. Houve quem brincasse e dissesse que o reforço era Loic Rémy, avançado do Chelsea.

 

Mas voltando ao que realmente importa.

O treinador francês assinou um contrato válido por quatro temporadas e só estará no banco no próximo fim-de-semana (Aston Villa joga esta segunda com o Tottenham).

No currículo, Garde traz uma Taça e uma Supertaça de França, ao serviço do Lyon, único clube que treinou na sua carreira e do qual saiu no final da época 2013/14.

Antes sido, já tinha ocupado vários cargos no clube francês: treinador-adjunto, coordenador técnico e preparador físico.

Enfrenta agora um novo desafio, ao serviço de uma equipa que está no último lugar da Premier League, com apenas uma vitória e que vem de seis derrotas consecutivas.