Costuma dizer-se que o erros graves no futebol pagam-se, normalmente, muito caro. Mas o que lhe trazemos é a prova de que não há regra sem a sua exceção.

O Nacional-Guaraní, jogo a contar para o Apertura do Paraguai, ficou marcado por um momento insólito. Nos minutos iniciais da segunda parte, um homem da equipa da casa cometeu um erro crasso e entregou de bandeja uma oportunidade de golo à equipa adversária.

Raúl Bobadilla, avançado internacional paraguaio, ficou isolado na cara do guarda-redes e abriu para a direita, onde estava Nicolas Maná com a baliza escancarada para encostar para um dos golos mais fáceis de uma carreira que acabou por transformar-se num dos falhanços mais difíceis de se perceberem.

Depois de desperdiçar um golo praticamente feito que lhe daria o 1-0, o Guaraní acabou por sofrer dois golos, perdendo por 2-0.

Imperdível: